Investir em Fred ou esperar pela absolvição de Guerrero? Flamengo vive um dilema

Redução da pena do peruano deixa diretoria sem saber se aguarda um pouco mais pelo peruano ou se aposta em outro artilheiro

Por O Dia

Rio - A redução da pena de Guerrero, de um ano para seis meses, mexe com o planejamento da diretoria do Flamengo. A decisão do Tribunal de Apelação da Fifa alimenta a esperança por uma absolvição, em fevereiro, na Corte Arbitral do Esporte (CAS). Agora, os dirigentes do Rubro-Negro têm uma decisão a tomar: seguir adiante com as negociações para contratar Fred, do Atlético-MG, ou esperar a resolução do caso.

Guerrero ou Fred? Flamengo precisa decidir logoDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Na avaliação interna, não há opção no mercado melhor do que Guerrero. Por isso, a diretoria se encontra numa encruzilhada, logo no início do planejamento de 2018. No lugar do mapa, no entanto, ela usa o calendário a fim de escolher a melhor alternativa.

Se a suspensão por seis meses for mantida, Guerrero só estaria liberado a partir de 3 de maio. Neste caso, jogaria apenas as duas últimas partidas da fase de grupos da Libertadores. Tal cenário obrigaria os dirigentes rubro-negros a buscar solução emergencial.

Se ficar livre de qualquer punição em fevereiro, no entanto, o atacante teria condições de participar de todas as rodadas da etapa.

A opção menos arriscada pode ser também a mais cara. Se fechar com Fred, o Flamengo garante que terá um centroavante de alto nível no elenco. Porém, caso Guerrero seja absolvido e permaneça na Gávea, o clube teria dois jogadores com custo mensal de cerca de R$ 1 milhão, cada um, na inchada folha salarial hoje em R$ 11 milhões.

O contrato de Guerrero com o Flamengo termina em 10 de agosto de 2018.