Cauteloso, Enderson Moreira prefere minimizar vantagem do Flu em Belém

Apesar da vitória por 2 a 1 sobre o Paysandu, na última quarta, Tricolor quer entrar em campo sem 'oba-oba'

Por O Dia

Belém - Nesta quarta-feira o Fluminense entra em campo em busca da vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Mas, apesar da vantagem do empate, já que aplicou uma vitória por 2 a 1 sobre o Paysandu, no jogo de ida, o lema no Tricolor é cautela. Para Enderson Moreira é preciso evitar o oba-oba.

"O Fluminense vai jogar como vem jogando sempre. Quando não tem a posse de bola, marca. Quando tem a posse, joga. Temos uns jogadores com perfis ofensivos e não podemos abrir mão disso. É claro que quando não tivermos a posse de bola, temos que respeitar a equipe do Paysandu, sabendo da qualidade deles, de fechar espaços, de marcar forte, porque a competitividade é o que prevalece no futebol hoje", afirmou. 

Enderson Moreira prefere minimizar vantagem do Fluminense Nelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

No treinamento desta terça-feira, o elenco aproveitou para fazer reconhecimento do gramado do Estádio Olímpico do Mangueirão. Parte da atividade foi fechada à imprensa e, Enderson explicou que precisava de privacidade, já que o momento é de decisão para o Tricolor. 

"Todo treinador quer ter privacidade no dia de trabalho, assim como vocês da imprensa gostam do seu espaço. É um jogo importantes, que precisávamos fazer alguns últimos ajustes e achamos melhor não mostrarmos para todo mundo. A equipe que deve jogar é a equipe que vem jogando, claro que com uma alteração ou outra por conta de lesão, mas não tem segredo. Se isso ganhasse jogo, não abriríamos treino nunca. Tem também a questão dos pênaltis, que treinamos bem e tentamos nos precaver quanto a isso", acrescentou. 

Porém, o Flu não encontrará vida fácil em Belém, já que o Mangueirão promete ser de casa cheia nesta quarta-feira: "Estamos acostumados. São jogadores do Fluminense, então enfrentam decisões constantemente. Clássicos, jogos de Série A. No último jogo contra o Joinville foi assim. Eles terão o apoio da torcida, mas temos atletas experientes, que vão saber lidar com isso. É muito mais motivante jogar diante de um grande público".