Levir Culpi sorri para não chorar

Técnico usa bom humor para minimizar má fase do Flu no Brasileirão

Por O Dia

Rio - A derrota para o Santos irritou Levir Culpi, mas não conseguiu tirar seu tradicional bom-humor. Dois dias antes do clássico com o Flamengo, o treinador, sem papas na língua, abusou das ironias na coletiva e mostrou que o ambiente não foi afetado pelas pichações de protesto no muro das Laranjeiras. Sem tempo para treinar, ele planeja usar o sorriso e a conversa para recolocar o Fluminense no rumo das vitórias.

Na resposta em que mais arrancou gargalhadas dos jornalistas, o técnico zombou de William Matheus, o lateral-esquerdo que foi contratado junto ao Toulouse e será relacionado pela primeira vez. O atleta deixou a atividade antes do fim, mancando. Levir, então, fez questão de tentar explicar o ocorrido.

Fluminense não vive bom momentoNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

“Acho que ele sentiu. A gente costuma chamar isso de viadagem (risos). Vemos muito isso. Ontem teve um pênalti ridículo (a favor do Vitória na partida contra o Grêmio). Simulou, tinha de ir para o inferno. É cultural. Vai ser difícil acabar com isso. Tem que avisar na escolinha: ‘é feio cavar falta, fazer gol com a mão’”, brincou Levir.

Até para falar dos planos que tem para o confronto com o Flamengo o treinador fez graça. Talvez para despistar quais trocas realmente pretende fazer na equipe.

“Até amanhã, definiremos o time. Vai ser praticamente o mesmo. Se mudar, no máximo sete ou oito peças”, ironizou.

Para fechar com chave de ouro, Levir deu uma de vidente e projetou o que deve acontecer no clássico que será disputado na Arena das Dunas. “Vai ser um capítulo novo. Tudo pode acontecer, inclusive nada (risos)”, disse.

MARLON DE MALAS PRONTAS PARA O BARCELONA B

Pegando um caminho inverso ao de Robert, Marlon está perto de ser emprestado para o Barcelona B com valor fixo para compra. Sem espaço com Levir Culpi, o zagueiro de 20 anos já tinha demonstrado o interesse de deixar o clube para poder ter uma sequência de jogos.

O atleta surgiu há dois anos como grande revelação oriunda de Xerém, e, em 2015, foi titular durante grande parte da temporada, inclusive sendo convocado para defender a Seleção olímpica.
Nesta temporada, o rendimento caiu e, com a chegada de Levir, Marlon perdeu espaço para Gum, que passou a ser o parceiro de Henrique, contratado a peso de ouro.

Após ter sido sondado por grandes clubes europeus, o zagueiro deve acabar ficando por um tempo no Barcelona B, time do qual Robert foi dispensado há dois meses, antes de seu contrato de empréstimo encerrar. O meia teve o nome publicado ontem no BID, mas não está relacionado para o Fla-Flu.