Luan jogará pela primeira vez no Espírito Santo e terá apoio da família

Vasco vai enfrentar o Boavista, neste sábado, pelo Carioca

Por O Dia

Rio - Entre os mais de 20 mil vascaínos que irão ao estádio Kleber Andrade, neste sábado, contra o Boavista, um pequeno grupo de torcedores promete fazer muito, mas muito barulho. Será a torcida particular de Luan, que jogará em casa pela primeira vez na carreira. Nascido em Vitória, o zagueiro levará sua família em peso ao estádio. Serão mais de 50 pessoas com uma camisa com sua foto, além de faixas.

“Estou ansiosa, a expectativa é muito grande. Vamos organizar algumas surpresas para o Luan, a bagunça vai ser boa, com muito barulho. Será a primeira vez que os avós dele estarão no estádio para assisti-lo. Parecia algo tão distante, nem parece que é real”, disse a orgulhosa dona Rosemeri, mãe de Luan.

Só pelo lado materno irão cerca de 40 pessoas. Vans foram alugadas para os familiares irem da cidade de Fundão, a 61,5 km de Cariacica. Para ir tanta gente ao jogo, sobrou para os dirigentes.

Luan vai atuar no seu estado natalDivulgação

“Está uma briga grande, alugaram duas vans. Estou perturbando o pessoal do Vasco. Todo mundo está sofrendo comigo com essa coisa de pedir ingresso”, brincou Luan, que saiu do Espírito Santo com 13 anos para morar no alojamento da base vascaína, em São Januário.

“Estarei concentrado no jogo, mas na cabeça dos meus familiares acho que vai passar um filme. De um garoto que saiu cedo de casa, com objetivo de mudar a vida dos irmãos, dos familiares; foi para o Rio tentar a sorte e tem conseguido com muito trabalho. Acho que vão ficar emocionados. A festa é para eles.”

A expectativa por Luan é grande, ainda mais depois da decepção em 2015, quando o zagueiro iria jogar no Espírito Santo pela Seleção olímpica, mas foi cortado por lesão: “Meu pai não dormia há uma semana. Mexeu comigo, fiquei muito ansioso. Serviu de lição, estou mais tranquilo.”

Depois do atraso de um ano, chegou a hora do tão esperado jogo em casa. “Ele ficou muito triste, era o sonho dele. Mas teve força muito grande. Quem dera ele possa fazer um gol”, pediu dona Rosemeri.

THALLES SEGUE ENTRE OS TITULARES E RIASCOS NÃO TREINA

Jorginho comandou um coletivo ontem e escalou a mesma equipe que venceu o Bangu por 2 a 0, com Thalles no ataque ao lado de Jorge Henrique. Existia a expectativa de ver Riascos, recuperado de lesão na coxa direita, participar da movimentação, mas o colombiano fez um trabalho à parte e dificilmente será relacionado para o jogo de amanhã contra o Boavista.

Riascos chegou a treinar com o grupo na quarta-feira, em atividades física e técnica, mas ontem foi poupado. A comissão técnica optou por preservá-lo para evitar nova lesão muscular. Já Eder Luis apareceu rapidamente no campo e seguirá fora da equipe.

De volta ao Espírito Santo após seis anos, o Vasco mudou a programação e irá treinar hoje à tarde no Kleber Andrade, palco do jogo. Os portões serão abertos às 16h para que os torcedores possam assistir.