Ibovespa ensaia recuperação após seis quedas seguidas

Índice avançava 0,11% por volta das 13h puxado pelos papéis das estatais. Dólar recuava, cotado a R$ 2,28

Por O Dia

Após fechar no vermelho por seis pregões consecutivos, o Ibovespa opera em alta nesta quinta-feira puxado pela recuperação das ações do chamado kit eleição – as estatais. O movimento reflete a pesquisa do Datafolha divulgada na noite de ontem, que confirmou a indefinição do pleito, mas mostrou que Dilma Rousseff (PT) não ultrapassou Marina Silva (PSB) no segundo turno, cenário que era especulado nas mesas de operação. Por volta das 13h, o Ibovespa subia 0,11%, aos 58.263 pontos.

O levantamento aponta Dilma com 36% das intenções de voto e Marina com 33% no primeiro turno. Em um eventual segundo turno, as candidatas aparecem tecnicamente empatadas: a ex-senadora com 47% e a petista com 43%. O Ibope deve divulgar hoje uma nova pesquisa.

Entre as estatais, Petrobras PN subia 0,53%; Eletrobras ON tinha alta de 2,59% e Banco do Brasil ON avançava 0,82%. À frente dos ganhos, Gafisa ON tenha alta de 4,21%. Na outra ponta, Kroton ON recuava 1,59%.

Na agenda, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) divulgou a ata da última reunião, em que optou pela manutenção da taxa básica de juro a 11% ao ano. O colegiado avaliou que “os preços seguem em patamares elevados”, e por isso, mesmo em um cenário de baixo crescimento, será preciso manter a Selic neste patamar para garantir a tendência de convergência à meta (4,5%).

Nos Estados Unidos, a promessa feita pelo presidente Barack Obama de mais ataques aéreos aos extremistas do Iraque e da Síria aumenta a procura por ativos mais seguros e as bolsas operam no vermelho. Entre os indicadores econômicos, o número de pedidos de auxílio desemprego cresceu na última semana e somou 315 mil. Por volta das 13h, o Dow Jones caía 0,21%; o S&P recuava 0,14% e o Nasdaq tinha queda de 0,23%.

No mercado de câmbio, o dólar caía 0,11%, cotado a R$ 2,289 na venda.

Últimas de _legado_Notícia