Polícia afirma que apenas um atirador participou de ataque na Alemanha

Ao todo, dez pessoas morreram e outras 21 foram atingidas

Por O Dia

Alemanha - Dez pessoas morreram e outras 21 foram atingidas — três delas com gravidade — em ataque a tiros no entorno do Olympia, um dos maiores shoppings de Munique, no fim da tarde de ontem. O sudeste da Alemanha parou: metrô e trens suspenderam a circulação, e uma das maiores operações policiais dos últimos anos foi deflagrada na região, envolvendo 2.300 agentes. Autoridades recomendaram que ninguém saísse às ruas, e muitos acabaram dormindo no trabalho ou em lojas. A chanceler Angela Merkel convocou reunião do conselho de segurança para hoje.

Testemunhas falaram em três atiradores, que teriam fugido do cerco, mas no fim da noite de ontem a polícia afirmou que apenas um ‘lobo solitário’ realizou o ataque. Ele é um iraniano de 18 anos que morava em Munique havia dois anos. O jovem não era fichado na polícia e aparentemente não tinha conexões com grupos terroristas. Seu corpo foi encontrado a um quilômetro do Olympia, com sinais de suicídio, ao lado de uma mochila. Dois homens detidos fugindo da cena do crime num carro em alta velocidade não tinham ligação com o atentado, frisou a polícia.

Polícia fechou estações de trem e de metrô na caçada logo após o ataque%2C quando se imaginava que três homens participaram do tiroteioEFE / EPA

O presidente da Alemanha, Joachim Gauck, se declarou “horrorizado”. “O ataque assassino de Munique me horroriza profundamente”, afirmou. “Não vamos permitir que os terroristas alcancem seu objetivo, que é provocar a intranquilidade da população”, declarara à tarde o ministro da Chancelaria, Peter Altmaier.

O ataque ocorre quatro dias depois do incidente dentro de um trem na mesma Baviera, quando um jovem afegão atacou passageiros a machadadas, e uma semana após o mega-atropelamento de Nice, na França, quando 84 pessoas morreram.

A motivação do crime ainda é um mistério, segundo a polícia, mas vídeo que flagrou o atirador durante o ataque dá a entender que ele sofria de problemas mentais. Dois homens conversam com o suposto terrorista.

Diálogo

HOMEM 1: Você é um idiota, um punheteiro.

TERRORISTA: Agora tenho de comprar uma arma e aí...

HOMEM 1: Que arma? Deviam é te decapitar!

HOMEM 2: Malditos turcos!

HOMEM 1: Cuidado! Ele está armado! E carregou a arma! Chame a polícia!

TERRORISTA: Eu sou alemão.

HOMEM 1: Você é um punheteiro, isso sim!

TERRORISTA: Pare de filmar. Eu nasci neste país. Cresci numa região onde muitos dependem da ajuda do Estado.

HOMEM 1: Deviam arrancar sua cabeça, seu animal!

TERRORISTA: Recebi tratamento mental.

HOMEM 1: É disso que você precisa agora.

TERRORISTA: Eu não fiz nada! (E começa a atirar na direção da câmera).

Últimas de _legado_Mundo e Ciência