Mulher morre após cessar-fogo na Ucrânia

Confrontos foram retomados após a confirmação do acordo para a paz

Por O Dia

Kiev - Dois dias após o cessar-fogo combinado entre enviado do governo de Kiev e os separatistas pró-russos, uma mulher morreu, e pelo menos quatro pessoas ficaram feridas ontem, em novos confrontos no leste da Ucrânia.

A artilharia foi retomada perto do porto de Mariposa, no Mar de Azo, no sábado à noite, depois de o presidente russo, Vladimir Putin, e Petro Poroshenko, seu colega ucraniano, concordarem que a trégua ainda estava de pé.

O acordo foi negociado pelos delegados da Ucrânia, líderes rebeldes, Rússia e o Organismo Supervisor da Segurança Europeia (OSCE), e faz parte de um plano de paz com o objetivo de por fim a meses de um conflito que já matou quase 3 mil pessoas.

Também foram registrados confrontos na madrugada de ontem perto de Donetsk, cidade que está nas mãos dos rebeldes. Colunas de fumaça subiram para o céu perto do aeroporto, segundo repórteres das agências de notícias.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência