Instrutor morre ao tentar salvar amiga que se afogou após saltar de ponte

Enfermeira foi atingida por fortes ondas ao aterrissar. Amigo pulou de 86 metros para resgatá-la, mas não conseguiu

Por O Dia

Estados Unidos - Um instrutor de base jumping morreu ao tentar salvar a amiga que se afogava depois de saltar da ponte Bixby, na Califórnia, nos Estados Unidos. A enfermeira Mary "Katie" Connell conseguiu completar o salto, mas ao aterrissar perto do mar, foi atingida por fortes ondas e morreu afogada. De acordo com autoridades locais, o instrutor, que não teve o nome revelado, teve uma atitude heroica ao pular de cerca de 86 metros de altura para tentar salvar a mulher. O acidente ocorreu na última quarta-feira e o corpo da jovem foi identificado nesta segunda.

Enfermeira e base jumper Mary Katie Connell praticava esporte radical desde 2014 Reprodução Internet

A polícia descobriu o desenrolar do acidente através de um vídeo que ficou registrado em uma câmera acoplada ao capacete do homem, informou a emissora "KSBW". As imagens revelam que o instrutor tirou o capacete depois de saltar em busca da amiga. A enfermeira praticava o esporte radical desde 2014.

Base jumpers vivem se arriscando pulando de locais como prédios, pontes e penhascos, passando por momentos de queda livre antes de acionarem seus para-quedas. Alguns usam wingsuits que permitem alcançar velocidades de até 200km/h em queda livre antes do dispositvo ser acionado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência