Trio invade edifício no Grajaú

Bandidos renderam três moradores e invadiram um apartamento

Por O Dia

Rio - Três bandidos armados invadiram o edifício Palazzo Di Ravena, na Rua Grajaú, 138, no Grajáu, Zona Norte da cidade, na noite desta quarta-feira. O trio conseguiu entrar de carro no prédio, render três moradores e entrar em um apartamento. Eles levaram apenas os dois celulares de um casal de jovens e fugiram. A ação foi registrada pelas imagens do circuito de segurança do prédio que funciona 24 horas e durou não mais do que 20 minutos.

Segundo o empresário de 20 anos, que pediu para não ser identificado por medida de segurança, ele chegou de carro ao prédio, por volta das 21h10, na companhia da namorada, uma estudante de 18 anos. Ele percebeu que após entrar na garagem, um Chevrolet Agile preto veio logo em seguida. O jovem contou que não estranhou, já que um morador possui o mesmo modelo deste veículo.

Após estacionar, o empresário, a namorada e uma professora de Educação Física, de 50 anos, que estava no hall e chegava em casa após o trabalho, entraram no elevador de serviço. Imagens do circuito interno de segurança mostram que o primeiro criminoso chega logo em seguida, segura a porta, aguarda a chegada de outro bandido, que espera pelo terceiro. Todos embarcam e dentro do elevador o assalto é anunciado, segundo as vítimas.

Morador do primeiro andar, o empresário conseguiu convecer os bandidos a não ir ao apartamento dele, devido ao estado de saúde de seu pai. Todos então foram levados para o apartamento da professora, no quarto andar. Lá, o trio rendeu os pais dela de 86 e 90 anos e uma universitária que estudava. Ainda de acordo com o empresário, dois suspeitos eram menores de idade e um portava um revólver calibre 38. O terceiro aparentava 35 anos, usava uma pistola e chefiava a ação.

Empresário: "não tinham planejado roubar o prédio"

Ainda de acordo com o empresário, eles teriam pedido dinheiro a professora que negou ter qualquer quantia no imóvel. Ele também disse que não tinha dinheiro em casa. O trio fugiu levando apenas os dois telefones celulares do casal.

"Tentei tranquilizá-los desde o início. Estavam agitados, mas em nenhum momento foram agresssivos", disse o empresário. "Acredito que, na verdade, eles quizessem roubar meu carro do lado de fora do prédio. Mas, como entrei na garagem eles aproveitaram o embalo. Parece que não tinham um plano, o objetivo de roubar o prédio. Só levaram nossos celulares", acredita o jovem. Ele informou ainda que a Rua Grajaú era perigosa, mas que a situação melhorou muito com a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Andaraí, que fica próxima.

As imagens do circuito interno de segurança mostram que na fuga os dois menores saem pela porta portaria. Um deles ainda cumprimenta o porteiro. Sob a alegação de que o motorista do carrro estava sem o controle remoto para abrir a portão, um deles pede e o funcionário abre o compartimento. O funcionário só é informado do crime com a chegada das vítimas. Policiais do 6º BPM (Tijuca) estiveram no prédio. Eles também fizeram buscas pela região, mas não encontraram os bandidos.

Muitos moradores do prédio também não perceberam a ação dos criminosos. "Estava tranquila assistindo a novela com as minhas três meninas em casa quando ouço batidas bem fortes na minha porta. Achei que era meu marido, quando olhei no olho mágico estava tudo escuro. Perguntei quem era e escutei: 'É a polícia! Abre a porta porque o prédio está sendo assaltado e nós vamos entrar...' Não sabia se eram policiais ou bandidos disfarçados, foi horrível", conta R.M. O marido dela chegou em seguida e levou os policiais até o apartamento.

A ocorrência foi registrada na 20ª DP (Vila Isabel).

Últimas de Rio De Janeiro