Secretário descarta ter sido alvo de atentado

Zaqueu Teixeira, da Assistência Social, acha que bandidos que o atacaram queriam roubar carro em que viajava

Por O Dia

Rio - O secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, que também é delegado e já comandou a Polícia Civil do Rio, disse não ter dúvidas de que dois homens tentaram roubar o carro em que estava na noite de terça-feira, na Zona Portuária.

Zaqueu descartou nesta quarta a hipótese de atentado político e foi salvo dos três tiros disparados por estar em veículo blindado. “Com certeza, não foi um atentado. Não fiz o trajeto habitual e nem estava no carro que costumo usar. Os tiros foram claramente para parar o veículo”, avaliou.

Zaqueu Teixeira%2C ex-chefe de Polícia Civil%2C viajava em carro blindadoBanco de imagens

A abordagem aconteceu perto da Rodoviária Novo Rio, e o motorista de Zaqueu Teixeira conseguiu fugir do cerco, mas correu riscos. “Se não estivesse num carro blindado, fatalmente o motorista teria sido baleado, porque, atualmente, além de roubar, os marginais têm certo prazer na maldade”, disse Zaqueu durante evento em São Gonçalo, Região Metropolitana, com a presença da presidenta Dilma Rousseff.

O secretário registrou queixa na 37ª DP (Ilha do Governador), mas a investigação deverá ser conduzida pela 4ª DP (Central do Brasil). Os investigadores buscam imagens de câmeras da região para tentar identificar os criminosos.

Últimas de Rio De Janeiro