Conta de luz da Ampla terá aumento médio de 42,19%

A partir do dia 15 deste mês, clientes pagarão mais caro pelos serviços da concessionária

Por O Dia

Rio - Depois de enfrentarem problemas no serviço de energia, como interrupção de 24 horas em Niterói e de quatro dias em São Gonçalo, os clientes da Ampla vão pagar mais caro pelos serviços da concessionária ainda este mês. A partir do dia 15, a tarifa da empresa terá aumento médio de 42,19%, incluindo residências, áreas rurais, comércio e indústrias. Os novos valores vão afetar 2,5 milhões de unidades consumidoras em 66 municípios do Rio de Janeiro.

Apenas os consumidores residenciais sofrerão aumento de 34,95%. Já as tarifas dos clientes de 'alta tensão', em especial do setor industrial de grande porte, serão reajustas em 56,15%.

Leia mais:

Ampla é considerada a pior concessionária do Sudeste, aponta estudo

Moradores de Niterói ficam 24 horas sem luz e lojistas amargam prejuízo

Moradores de São Gonçalo fazem protesto contra falta de luz

O reajuste foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), nesta segunda-feira, durante Reunião Pública. Segundo a agência, o aumento foi justificado pelos custos que a distribuidora teve com pagamento de encargos setoriais, com compra e transporte de energia. A medida também foi em decorrência "dos efeitos da Revisão Tarifária Extraordinária". 

Rede de Transmissão ElétricaReprodução Internet

Em fevereiro, os clientes da concessionária enfrentaram diversos problemas. A ocorrência de chuva na região afetou o fornecimento de energia em alguns pontos em São Gonçalo, Niterói, Itaboraí e Maricá. No bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo, os moradores chegaram a ficar quatro dias sem luz. No dia 19, eles chegaram a protestar na região. 

Já no dia 17 de fevereiro, uma forte chuva interrompeu o fornecimento de energia em áreas nobres de Niterói, como na Praia de Icaraí e em São Francisco. O 'apagão' foi de 24 horas, gerando também prejuízo a comerciantes dos bairros. 

Ampla tem pior serviço entre as concessionárias do Sudeste, diz estudo

Neste mês, a Aneel divulgou uma pesquisa que avaliava a aqualidade dos serviços prestados pelas concessionárias em todo o país, em que a Ampla foi considerada a pior do Sudeste e a quinta pior do país. Outras 35 distribuidoras foram avaliadas e a concessionária que abastece Niterói, São Gonçalo e outros municípios do interior do Rio ficou na 32ª colocação.

A pesquisa avaliou todas as empresas entre janeiro e dezembro de 2014 e a classificação foi dividida entre dois grupos. Na ocasião, a concessionária informou que reforçou seu plano para a melhoria da qualidade de serviço. Em 2014, a empresa aumentou seus investimentos em 22,2%, e afirmou que ainda deve ampliar seus investimentos nesse ano para automação da rede elétrica, instalação de novos equipamentos e substituição da fiação comum pela fiação compacta.

LIGHT

A Light teve a conta reajustada em 22,5% na revisão extraordinária feita pela Aneel no mês passado. O aumento começou a valer no dia 2. O próximo aumento da companhia será em novembro, quando o contrato de concessão faz aniversário.

Últimas de Rio De Janeiro