Museu da FEB pode ser tombado

Medida protegeria o espaço, pois o governo do Rio cobra cerca de R$ 1,6 mihão por aluguéis atrasados

Por O Dia

Rio - O deputado estadual Dionísio Lins (PP) apresenta hoje um Projeto de Lei pedindo o tombamento do imóvel onde funciona o Museu da Força Expedicionária Brasileira (FEB), campanha de militares brasileiros que venceram um grupamento de nazistas na Segunda Guerra Mundial, no Centro. A medida protegeria o espaço, pois o governo do Rio cobra cerca de R$ 1,6 mihão por aluguéis atrasados, como O DIA noticiou.

Também do PP, Flávio Bolsonaro apresentou um programa de valorização da memória dos veteranos, inclusive preservando o museu e retirando os débitos existentes.

O local conta com um acervo de equipamentos utilizados na campanha brasileira, como uniformes e armamentos. Está no atual endereço desde 1966, quando o espaço foi doado pelo governo da época, e desde então as demais administrações cobravam apenas uma taxa simbólica. O aluguel teria então subido de R$ 50 para R$ 8,5 mil. O governo diz que o prédio é cedido, mas que a taxa devida ao RioPrevidência, antiga dona do imóvel, não foi paga por 13 anos.


Últimas de Rio De Janeiro