Pesquisa aponta que brasileiros são conservadores em relação a comportamento

Números mostram que maioria da população é contra a legalização de drogas leves e a descriminalização do aborto

Por O Dia

Rio - Pesquisa nacional encomendada pelo PSDB ao instituto GPP mostra que brasileiros são conservadores em relação a temas que envolvem comportamento: 78% são contra a liberação ou legalização de drogas leves como a maconha e a descriminalização do aborto; 75% são favoráveis à redução da idade penal para 16 anos. A grande maioria, 70,7%, é contra a liberação do porte de armas.

O fim do voto obrigatório é apoiado por 64,1%; o impeachment de Dilma Rousseff, por 58,2%. A volta da CPMF é rejeitada por 70,5%.

Contra o ajuste

Entre os ouvidos, 54,8% são contra o ajuste fiscal feito pelo governo e 48,8% rejeitam a reforma da previdência (20% disseram não conhecer este tema). Por último, 60,6% concordam com o fim da reeleição.

Conversas 1

Alessandro Molon (Rede) topou participar de reuniões que tentam formar uma frente de esquerda para a disputa da prefeitura. Articulado por Jandira Feghali (PCdoB), o grupo inclui Hugo Leal (Pros) e Wadih Damous (PT).

Conversas 2

Já os senadores Aécio Neves (PSDB) e Marcelo Crivella (PRB) ficaram de se encontrar, até o fim deste mês, também para tratar da eleição no Rio.

Sigilo quebrado 1

Um amigo do Informe deu entrada em pedido de registro de marca no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). Dias depois da divulgação do requerimento, ele começou a receber carta e e-mails de empresas que ofereciam ajuda no processo — uma delas chegou a mandar um boleto de pagamento. Detalhe: seu endereço e seu e-mail não haviam sido publicados pelo INPI.

Sigilo quebrado 2

Ele ligou para uma das empresas — a funcionária disse que obtém os dados no próprio INPI. O órgão nega que isso ocorra.

Últimas de Rio De Janeiro