Mesmo com impeachment, PSDB não vai desistir de tentar anular eleição

'Vamos prosseguir lutando, não haverá qualquer recuo', disse o deputado federal Otavio Leite

Por O Dia

Rio - Muito ligado a Aécio Neves, o deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ) diz que, mesmo em caso de impeachment da presidente, seu partido não deixará de brigar pela anulação da eleição de Dilma Rousseff e Michel Temer. O pedido de cassação feito pelos tucanos está no TSE. Eles alegam, entre outros pontos, que a chapa vitoriosa recebeu dinheiro do esquema de corrupção na Petrobras.

“Vamos prosseguir lutando, não haverá qualquer recuo”, disse Leite. Ele frisou que não é possível interromper a tramitação do processo.

Ausência
Organizadores do protesto de domingo passado, em São Paulo, tentaram contratar a comissão de frente da Mocidade, que simulava as prisões de Dilma e de Lula. A escola, bancada pelo contraventor Rogério Andrade, achou melhor recusar.

Lição de política
Apesar da confusão gerada pela nomeação de Lula para a Casa Civil, o vice-governador Francisco Dornelles — que fez campanha para o primo Aécio — aprovou a decisão de Dilma. “Na política, é preciso fazer o que o adversário não quer que seja feito”, ensinou.

Desconto seletivo
Uma comerciante de Maricá colocou na vitrine cartaz que exaltava seu orgulho pela cidade e anunciava um desconto de 10% nas mercadorias, “exceto para Eduardo Paes”.

Desempregado
Ligado ao ex-secretário estadual de Transportes Carlos Roberto Osorio, Carlos Luiz Martins foi exonerado por Pezão da presidência do Detro.

Intolerância
Vamos repetir: a democracia tem como princípio a convivência de pessoas que pensam diferente. Ditaduras é que têm a prática de exilar aqueles que discordam de um regime político. A intolerância e a violência servem apenas para agravar a crise.

Terra Encantada
Inaugurada há 18 anos, quando era a montanha-russa com maior número de inversões (loops) do mundo, a Monte Makaya, na Barra, começou a ser desmontada. O brinquedo ficava no Parque Terra Encantada.

Terra EncantadaReprodução

Crise impede vinda de Marina
Marina Silva (Rede) cancelou sua participação no evento que, amanhã, lançaria a pré-candidatura de Alessandro Molon à Prefeitura do Rio. Por conta da instalação da comissão do impeachment, ela passará o dia em Brasília. Terceira colocada na disputa presidencial de 2014, Marina é contra o impedimento da presidente, mas defende a cassação da chapa vencedora. Apesar da desistência, lideranças da Rede como Heloísa Helena e o senador Randolfe Rodrigues participam amanhã, no Rio, de encontro sobre a crise.

Aplausos para mais empregos
Ministro do Trabalho, Miguel Rossetto propôs pacote para combater o desemprego. Entre as medidas está a criação de frentes de trabalho com bolsas para jovens, os que mais sofrem com a falta de empregos.

Bronca para o jogador Neymar
A Receita Federal considerou Neymar culpado por sonegação de imposto de renda, conluio e fraude. Ele ainda pode recorrer da multa de R$ 188,8 milhões. Quem sonega se apropria de dinheiro público.

Últimas de Rio De Janeiro