Pedro Augusto: Combate à intolerância religiosa

Não podemos forçar alguém a pensar como nós ou forçar o outro a nos seguir por pressão, medo. Isso não é amor

Por O Dia

Rio - Na semana passada, ocorreu um fato inusitado. Uma pastora evangélica, com uma marreta nas mãos, destruiu imagens de Nossa Senhora Aparecida, dizendo que eram “obras do demônio”.

Em um país como nosso, de grande maioria cristã, dói ver atitudes como essa. É, sim, desrespeito quebrar imagens de Aparecida, que, para a maioria de nossa população, católicos, alguns espíritas e até pessoas sem religião, a enxergam como protetora, Mãe.

É com muito pesar que vemos situações como essa, em todas as esferas, como a religiosa, de pessoas que se dizem cristãs e ainda pregam a intolerância. Amigos e amigas, o cristão é um seguidor de Cristo, Filho de Deus que veio à Terra para trazer mensagens de Amor a todos, tanto que seus dois únicos mandamentos são baseados no Amor. E ser tolerante é característica desse Amor.

Um cristão não divide, não separa, pois ele tenta ser a imagem de Cristo. Sim, um cristão reúne, um cristão aceita as diferenças, um cristão precisa ser o primeiro a dar exemplo de tolerância, pois isso é amor, e essa tem de ser a grande característica do cristão de qualquer religião.

Não podemos forçar alguém a pensar como nós ou forçar o outro a nos seguir por pressão, medo. Isso não é amor. Como cristãos, ao invés de separação, temos de dar abraços. Ao invés de dizer palavras ofensivas, temos de tocar corações; ao invés de ira, temos de dar compaixão.

Jesus foi assim e até hoje educa, pois foi exemplo; um cristão de verdade tem de procurar dar exemplo ou do que adianta palavras lindas sem a prática delas?

Como devoto de Nossa Senhora, pedimos respeito à Mãe de Jesus e oração pela pastora e por todos nós que tanto precisamos ser exemplos de tolerância, de amor. É isso que nos cabe como verdadeiros seguidores de Cristo. Pois entendemos bem que violência gera violência. Amor gera amor.

Convoco a todos, católicos, evangélicos, espíritas, budistas, judeus, para sábado, Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, a orar por mais união e tolerância. Pois se tem algo em comum em todas as religiões é o Amor! E só o Amor que será capaz de derrotar a intolerância! Jamais esqueçamos que o bem cresce devagar e sem holofotes, mas sempre vencerá.

Pedro Augusto é radialista e deputado estadual

Últimas de Opinião