Cambista é preso com ingressos para Desfile das Campeãs

Homem vendida bilhete de R$ 5 por R$ 150, 3000% mais caros que o preço tabelado pela Liga

Por O Dia

Rio - Um cambista foi preso na tarde dessa quinta-feira, no Leme, na Zona Sul da cidade, vendendo ingressos acima do preço oficial para o Desfile das Campeãs, que acontece neste sábado, na Sapucaí. 

De acordo com agentes do Procon Estadual, que participaram da operação "Meninas de Oyá", a agência Leme Turismo e Excursões, que fica na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, oferecia ingressos para os setores 12 e 13 do Sambódromo por R$ 150, ou seja 3000% mais caro que o preço da tabela, disponível pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), que é de apenas R$ 5. Já os bilhetes para a arquibancada especial, divulgados pela Liga em R$ 200, eram vendidos por R$ 500.

Agência Leme Turismo e Excursões%2C em Copacabana%2C ofertava ingressos para todos os setores de arquibancada da Sapucaí Divulgação

De acordo com o diretor da operação, Fábio Domingos, o golpe foi descoberto depois de uma denúncia anônima de que a agência vendia bilhetes para o desfile das Campeãs sem respeitar a lei da meia entrada, o que foi confirmado no local. Os fiscais fingiram ser cliente e alegaram ter interesse e fecharam a compra de quatro ingressos. Após chegar no Leme, local marcado para a entrega dos bilhetes, o cambista foi autuado e preso em flagrante. 

Ainda de acordo com o Procon, o estabelecimento oferecia ingressos para todos os setores de arquibancada da Sapucaí, e ainda cobrava uma taxa de 5% caso a compra fosse realizada com cartão de crédito. Além disso, o local não contava com cartaz do Disque 151 e o Código de Defesa do Consumidor (CDC) para consulta dos clientes. 

Ingressos que custavam R%24 5 era vendido por R%24 150Divulgação

O suspeito preso, que não teve a identidade revelada, foi encaminhado para a 12ª DP (Copacabana), e autuado pelo crime de cambismo. Segundo o diretor da operação "Meninas de Oyá", foi instaurado um procedimento administrativo para averiguar a atuação da agência no esquema de cambismo e o estabelecimento foi multado.

Últimas de Rio De Janeiro