Programa Morar Carioca recebeu apenas 17% da verba prometida entre 2014 e 2016

Projeto foi criado por Eduardo Paes para ser o principal legado social dos Jogos Olímpicos

Por O Dia

Rio - Criado por Eduardo Paes para ser o principal legado social da Olimpíada, o programa Morar Carioca recebeu apenas 17% da verba prometida entre 2014 e 2016. De acordo com a Secretaria de Habitação, seriam investidos R$ 2,65 bilhões. No entanto, segundo dados do portal Rio Transparente, da Controladoria Geral do Município, somente R$ 470,2 milhões foram destinados à urbanização de favelas no período.

O Morar Carioca foi anunciado, em 2010, como o programa que urbanizaria todas as comunidades do Rio em um prazo de até dez anos.

2020

Para isso, seriam investidos R$ 8,5 bilhões até 2020. A prefeitura não informou se irá rever a meta e nem quanto foi investido no Morar Carioca de 2010 até hoje.

Apoio

Brizola Neto (PDT), que até este ano atuava no gabinete de Paes, garantiu o apoio a Jandira Feghali (PCdoB) na disputa pela prefeitura. Isto, apesar de o PDT ter indicado Cidinha Campos para ser vice na chapa de Pedro Paulo Carvalho (PMDB).

Falando no partido...

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, e Ciro Gomes passam cada vez mais tempo juntos. Hoje serão chefes de cerimônia de evento que lembra os 62 anos do suicídio de Getúlio Vargas.

Ideia não agradou

Funcionários de carreira da Cedae estão em pé de guerra com Marilene Ramos, diretora de Infraestrutura do BNDES. Dizem que a proposta de fatiar e privatizar atividades da companhia, apresentada por ela, foi elaborada por Eduardo Cunha na gestão da ex-governadora Rosinha Garotinho.

Provocação

Citar Cunha é também uma provocação a Marilene, que já foi filiada ao PT e presidente do Ibama no governo de Dilma Rousseff.

Picadinho

Finalmente o transporte rodoviário entre Rio, Volta Redonda e Barra Mansa deixou de ser controlado por apenas uma empresa. Viva a concorrência e o direito de escolha.

De depois de amanhã a 25 de setembro, o Santa Cruz Shopping promove exposição fotográfica que mostra a história do Hangar do Zeppelin. A entrada é gratuita.

Adriana Marcos lança ‘Folhas de outono’, amanhã, a partir das 17h, na Livraria da Travessa, no Centro.

Últimas de Rio De Janeiro