Após ser alvo de ofensas na internet, Tati Quebra Barraco vai à delegacia depor

Funkeira sofreu ataques nas redes sociais após morte do filho

Por O Dia

Tati Quebra Barraco e o filho%2C Yuri Reprodução Internet

Rio - Após sofrer ataques nas redes sociais por causa da morte do filho, Tati Quebra Barraco compareceu na manhã desta terça-feira à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio, para registrar queixa contra as ofensas que recebeu. O rapaz, de 19 anos, foi morto durante uma operação da Polícia Militar na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio, em dezembro do ano passado. 

De acordo com o advogado da funkeira, Jairo Magalhães, os perfis que a ofenderam já foram identificados e serão punidos pela Justiça. A delegada Fernanda Fernandes, responsável pela investigação, confirmou que as pessoas foram identificadas e que responderão pelo crime de injúria.

Yuri Lourenço da Silva foi morto em 11 de dezembro de 2016. Na época, Tati usou seu perfil oficial no Twitter para lamentar a  morte do filho. "Essa dor nunca irá cicatrizar", escreveu a cantora.


Últimas de Rio De Janeiro