Homem que matou atendente de telemarketing é preso em Angra dos Reis

Suspeito estava escondido em casa alugada no litoral sul do estado

Por O Dia

Carlos foi encontrado morto e com sinais de tortura em um matagalReprodução Internet

Rio - O homem que matou o atendente de telemarketing, Carlos Henrique da Silva Mendes, de 30 anos, foi preso na manhã desta terça-feira em Angra dos Reis. Carlos foi encontrado morto em junho desse ano, no quilômetro 54 da antiga Rio-São Paulo, em Seropédica.

Segundo Brás Antonio Gomes, padrasto de Carlos, Luan Ramires de Oliveira confessou o crime. O homem estava escondido em uma residência alugada por sua família no litoral sul do estado.

Ainda de acordo com Brás, a mãe de Carlos irá se encontrar com Luan nesta quarta-feira, às 15h, na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) para entender a motivação do crime, que ainda não foi revelada pela polícia. 

O corpo de Carlos Henrique foi encontrado em um matagal no quilômetro 54 da Rodovia Rio-São Paulo e tinha sinais de tortura. O crime ocorreu em junho deste ano e a família reconheceu Carlos por causa de uma tatuagem que ele tinha no cóccix. 

O carro dele%2C um HB20%2C foi encontrado pela família 24 horas depois que ele saiu de casa%2C na comunidade Jardim Paraíso%2C em Nova Iguaçu%2C na Baixada FluminenseReprodução Internet

Já o carro de Carlos foi encontrado 24 horas depois do desaparecimento dele, na comunidade Jardim Paraíso, em Nova Iguaçu, também na Baixada. Na ocasião, a irmã da vítima, Érica Valéria Marinho da Silva, de 20, contou que ficou sabendo que o irmão perguntou a uma amiga, no dia em que sumiu, como se chegava em Seropédica, pelo Arco Metropolitano. 


Últimas de Rio De Janeiro