01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

VW ENGATA MUDANÇAS

Por O Dia

Chegou para abalar e abrir a fila. A promessa é que o lançamento do ano da VW, o novo Polo, estreie a reformulação da marca em 20 novos modelos, reestilizações ou versões até 2020, conforme prometeu o presidente da marca David Powels. De cara, aposenta as versões mais caras do Fox e pratica preços entre os R$ 50 mil e os R$ 69,2 mil, posicionados entre o Fox e o Golf e caracterizado como compacto premium. O novo Polo estreia uma plataforma chamada MQB-AO, com poucas modificações em relação ao seu irmão maior, o Golf, este com 21 cm a mais no comprimento. O Polo fica com 4,05 m e 1,75 de largura. Espichou o entre eixos para 2,56, o que garante o bom espaço interno. Na mala, vão 300 litros ou 1.071 com os bancos rebatidos.

O novo VW chega em quatro versões com três motores à escolha. O Polo 1.0 MPI (R$ 50 mil) usa o conhecido motor três cilindros do up!, Gol e Voyage, mas em turbo. Neste 1.0 aspirado, acertos de coletores e periféricos elevaram a potência para 84 cv. O câmbio é manual de cinco marchas. O Polo MSI (R$ 55 mil) é o segundo da linha. Com motor 1.6 MSI, um propulsor tradicional, entrega 117 cv e transmissão manual de cinco marchas com acerto específico.

No topo da linha está o 1.0 turbo, o Polo 200 TSI (R$ 65,2 mil), com motor igual ao do Up! TSI e Golf 1.0 TSI. Despeja 128 cv no câmbio automático de 6 marchas, este uma notável novidade. Os acabamentos são Comfortline ou Highline, este ainda a ser lançado.

Note que estes motores e acabamentos serão iguais aos do sedã Virtus, a próxima novidade que desembarca nas lojas no início de 2018. A outra novidade, que se faz urgente para a marca é o crossover compacto T-Cross, ainda em data definida.

Mas a bola da vez é o Polo, que conserva os traços previsíveis da VW, apesar das modificações sutis na grade e farois. A traseira, por exemplo, se parece muito com a do Gol.

No interior, traços navalhados importam sofisticação, com o painel configurável da versão topo de linha.

Feito para ser seguro, teve projeto que prevê até os atropelamentos, quando o pedestre não bate em partes duras do motor ao cair sobre o capô. Nos crash tests, obteve notas altas com a presença de equipamentos de segurança ativa e passiva de alto nível, como os aços formados a quente na carroceria.

Confira o pacote:

Polo 1.0: Ar-condicionado, alerta sonoro de faróis acesos, banco do motorista com ajuste de altura, quatro airbags (frontais e laterais) e cintos detres pontos para os cinco ocupantes, Isofix para cadeiras infantis,chave tipo canivete com controle remoto, computador de bordo, direção elétrica, rádio com Bluetooth e USB, rodas de aço de 15 pol, suporte para celular com entrada USB, travas e vidros elétricos. Há opcionais de conectividade, com volante multifunções por R$ 2,6 mil e de segurança com o controle de estabilidade e tração por R$ 1,05 mil.

Polo MSI 1.6: Equipamentos e opcionais iguais aos do 1.0.

Polo Comfortline 200 TSI 1.0: Os mesmos do 1.0 mais controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, sensor de estacionamento, computador de bordo, direção com regulagem de altura e profundidade, faróis de neblina com iluminação para esquinas, retrovisores com ajuste elétrico e seta integrada, lanternas traseiras escurecidas, saída de ar e tomada USB para o banco traseiro, central multimídia, rodas de liga leve 15" e volante multifuncional. Há diversos opcionais como partida por botão, rodas maiores, câmera de ré.

Polo Highline 200 TSI 1.0: Nesta versão, há o ar-condicionado digital, chave presencial, partida por botão, LEDs diurnos, porta-luvas refrigerado, piloto automático, volante multifuncional em couro com borboletas para mudanças.