Organização e documentos em dia garantem aposentadoria no INSS

Concessões dos benefícios por tempo de contribuição aumentaram quase 20% no Rio

Por O Dia

O sonho de parar de trabalhar virou realidade para 29.562 pessoas que conseguiram se aposentar no Estado do Rio este ano. De acordo com informações do INSS, o número de concessões de aposentadorias por tempo de contribuição do instituto no Rio subiu 18,16% de janeiro a agosto de 2017. Foram 4.543 benefícios a mais do que os 25.019 liberados no mesmo período de 2016. E a palavra de ordem para aumentar as chances de garantir a aposentadoria sem problemas é: organização. Isso porque todos os documentos exigidos pela Previdência precisam estar em bom estado e atualizados.

"É preciso ter toda a documentação, como Carteiras de Trabalho, carnês de recolhimento, contratos de trabalho, contracheques, em ordem para poder dar entrada no benefício", orienta o gerente-executivo da Gerência Centro do INSS do Rio, Fernando Sixel, ressaltando que esses documentos somente são pedidos pelo instituto em caso de falhas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

"Na falta desses comprovantes, o segurado do INSS deve entrar em contato com as empresas onde trabalhou, sindicatos e outros locais em que possam existir provas dos períodos em que ele esteve empregado", indica Adriane Bramante, que é vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP).

NO PAÍS

Em todo país, as concessões tiveram crescimento de 16,3% de janeiro a agosto deste ano, resultando em 327,2 mil benefícios liberados. São 45,9 mil a mais do que os 281,3 mil concedidos no mesmo período de 2016. Está abaixo, no entanto, do crescimento de 39,4% no número de pedidos desse mesmo benefício, que avançou de 750,8 mil, de janeiro a agosto de 2016, para 1.046 milhão, no mesmo período deste ano.

A comparação dos números de requerimentos e concessões de benefícios revelam que, neste ano, para cada três segurados que se aposentaram em todo país, outros sete tiveram o benefício negado ou estão com o pedido em análise, o que pode acontecer quando o órgão solicita documentos para comprovar que realmente houve contribuições.

"Desde que o governo anunciou a Reforma da Previdência os segurados temem que não consigam se aposentar. Sem contar que muitos não sabem ao certo seu tempo de contribuição", pontua a chefe da Divisão de Benefício do INSS, da Gerência Centro do Rio, Luciana Mello.

Comentários

Últimas de Economia