Restos mortais de jornalista

Por O Dia

A polícia dinamarquesa informou, ontem, que encontrou a cabeça e as pernas da jornalista sueca Kim Wall, que desapareceu há dois meses, quando entrevistava o inventor dinamarquês Peter Madsen em seu submarino. As partes do corpo da vítima foram localizadas na baía de Koge, ao sul de Copenhague, distribuídas em sacos plásticos com pesadas peças de metal, possivelmente com o objetivo de fazer os sacos afundarem. O tronco de Kim apareceu flutuando no Báltico no fim de agosto, quase duas semanas depois de ter sido vista a bordo do submarino onde entrevistaria Madsen, que está preso.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência