Juiz mantém valor do Bilhete Único em R$ 8

Por O Dia

A Justiça do Rio declarou inconstitucional o decreto do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) que aumentava de R$ 8 para R$ 8,55 o valor do Bilhete Único Intermunicipal (BUI). A tarifa deveria ter entrado em vigor em fevereiro passado, mas uma liminar obtida pelos deputados estaduais Luiz Paulo Corrêa e Carlos Roberto Osório (ambos do PSDB) impediu o reajuste. Na segunda-feira passada, o juiz Eduardo Antônio Klausner, da 9ª Vara de Fazenda Pública da Capital, assinou a sentença final, que permite, ainda, o cadastramento de usuários com renda de até R$ 3.209,70 mensais. O teto era de R$ 3 mil. Atualmente, cerca de quatro milhões de usuários estão cadastrados no BUI.

A Secretaria de Estado de Transportes disse temer que não haja recursos para "fazer frente à despesa do BUI, criando o risco de paralisação do benefício". A pasta informou que até o final do ano deverá gastar R$ 375,6 milhões com o aporte.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro