Educação e Segurança recebem na quinta

Por empréstimo, Pezão vai a Brasília hoje, onde também acompanhará votação sobre dívidas dos entes

Por O Dia

Plenário da Alerj votará orçamento em sessão extraordinária hoje
Plenário da Alerj votará orçamento em sessão extraordinária hoje - Thiago Lontra/ Divulgação Alerj

O governo estadual vai depositar na quinta-feira, décimo dia útil, o salário de novembro dos servidores ativos, aposentados e pensionistas da Segurança (bombeiros militares, agentes penitenciários, policiais civis e militares) e dos funcionários em atividade da Educação. Os pagamentos foram confirmados à Coluna pelo governador Luiz Fernando Pezão. No entanto, ainda não há data de depósito para os demais vínculos do Executivo.

De acordo com o calendário do estado, o pagamento do pessoal do Executivo tem que ser feito no 10º dia útil do mês subsequente ao trabalhado. E desde que a crise estourou, o governo tem garantido o depósito dos ativos da Educação incluindo o Degase dentro do prazo com recursos do Fundeb. Já os vencimentos da Segurança são quitados com verbas do Tesouro Estadual.

Enquanto isso, o governo tem que correr contra o tempo: o salário de setembro ainda está em aberto para 25.287 vínculos, em um total de R$ 103,6 milhões, e o de outubro para 206.893 ativos, aposentados e pensionistas (o valor necessário é de R$ 576,7 milhões). E as dívidas são ainda maiores: há 227 mil pessoas aguardando o crédito do 13º de 2017, em um total de R$ 1,2 bilhão.

PEZÃO VAI A BRASÍLIA

Justamente para pagar esses atrasados do funcionalismo, o governo aguarda o empréstimo de R$ 2,9 bilhões do BNP Paribas. A assinatura do contrato estava prevista para ontem ou hoje, mas até o fechamento desta edição não havia sido confirmada.

À Coluna, o governador disse que irá a Brasília nesta terça (hoje) para reuniões relativas ao tema, e que a assinatura deve sair até amanhã. E como parte dos recursos do empréstimo (R$ 2 bilhões) estará disponível no caixa estadual três dias após o contrato, ele sinalizou que há chances de o pagamento dos atrasados ser feito na próxima semana, diferente do estimado antes, que era de quitar tudo até esta sexta.

O governador irá ainda à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado para acompanhar a análise do projeto de securitização das dívidas dos estados e municípios, além do prazo de aumento de anos para pagamento de precatórios.

Comentários

Últimas de Economia