GRATIFICANTE

Por O Dia

Se tornar voluntário gratificante, garantem eles. Mas, o diferencial deste ano é o aumento da arrecadação através das doações espontâneas, ou seja, pessoas que doaram individualmente após terem conhecimento da ação de Natal. Para a diretora do RioSolidario, Liliana Pinelli, a maior parte da procura é feita por jovens. "Entendo que nesta época do ano ficamos mais sensíveis. Mas, acredito que a sociedade está começando a despertar sentimentos de união", explica.

A voluntária Hayandra Ribeiro, de 32 anos, apadrinha crianças e só pensa em se dedicar cada vez mais ao projeto que participa. "Espero ter força para realizar tudo isso até o final da minha vida. Se eu parar, me sinto infeliz", conta. A necessidade em realizar o serviço social começou aos 17 anos, junto com uma amiga.

Nascida e criada em Vicente de Carvalho, conhece bem as necessidades e problemas enfrentados pelas crianças. Hoje, a partir das às 10h, participará de uma festa natalina na Quadra do Arão, no Morro do Juramento.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro