Insetos após enchente de esgoto

Por O Dia

Um gabinete de crise para ações emergenciais com governos municipal e estadual foi criado em São João de Meriti para tentar resolver a situação de moradores. Após chuvas fortes, a população de alguns bairros teve as ruas e casas inundadas por esgoto. A água suja já voltava pelo encanamento para cômodos, mas com temporais, tudo foi alagado.

Equipes avaliarão principalmente os bairros Coelho da Rocha e Venda Velha. "A situação se agravou. O cheiro é terrível. Há muitas moscas, lacraias, baratas", conta Silvia Barreiro, 58 anos, moradora há 40 anos em Coelho da Rocha.

A prefeitura e moradores atribuem o agravamento do problema a duas empresas: a CCR, responsável pela construção de uma passarela na Dutra, com obstrução de um canal e empresa; e a LSP Logística, que teria construído galpão sobre galeria de água. Oito ruas ficaram intransitáveis. A prefeitura afirma que notificou as empresas. A LSP Logística informou, porém, que não é a responsável pelas obras na região. Segundo ela, trata-se de outra firma. A prefeitura afirma ser ela a empresa que consta na licitação.

A associação de moradores ofereceu vacinas contra leptospirose, ontem, e verificou a pressão dos moradores. Após a reabertura do canal de forma improvisada, o esgoto escoou das ruas e casas. "Famílias perderam muita coisa. Hoje faremos reunião com Corpo de Bombeiros e Defesa Civil para planejar medidas", explicou o prefeito Dr João (PR).

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro