Sistema mapeia buracos em ruas e pelas estradas

Os testes estão acontecendo no Campo de Provas de Lommel, na Bélgica, onde há uma pista, com réplicas dos piores buracos do mundo

Por O Dia

Rio - A Ford europeia está projetando um sistema de mapeamento que avisa o motorista quando há buracos nas ruas e estradas. A tecnologia permitirá a notificação em tempo real e o envio de um alerta no painel de instrumentos do veículo. Os testes do sistema estão acontecendo no Campo de Provas de Lommel, na Bélgica, onde há uma pista de 1,9 quilômetro, com réplicas dos piores buracos do mundo. Também faz parte da pesquisa a avaliação do uso de sistemas de suspensão ativa para reduzir ao máximo o impacto dos solavancos e os danos causados por essas imperfeições no carro.

Pista usada para testes tem réplicas dos piores buracos do mundoDivulgação

No estudo, os engenheiros do Centro de Pesquisa e Inovação da Ford em Aachen, na Alemanha, utilizam câmeras e modens para fazer todos os experimentos. Essas tecnologias são combinadas para reunir informações detalhadas sobre os buracos e enviá-las para a nuvem, onde ficarão disponíveis em tempo real para uso de outros motoristas.

“O mapa poderá mostrar um novo buraco no momento em que ele aparecer e alertar os motoristas quase que imediatamente sobre o perigo à frente”, afirma Uwe Hoffmann, engenheiro de pesquisa de tecnologias avançadas de controle de chassis da Ford Europa. “Nossos carros já possuem sensores que detectam buracos e agora queremos levar essa tecnologia a outro nível”, completa.

No continente europeu, por exemplo, o gelo e a neve são um fator de deterioração das pistas. Quando o gelo derrete, o estado do asfalto piora bastante, situação que se agrava ainda mais com a chegada das chuvas na primavera.

Modelos Ford como o Galaxy, S-Max e Mondeo (nome que o Fusion recebe no mercado europeu) já dispõem de sensores de controle dos amortecedores com instrução especial para choques com buracos. No recurso, quando há leitura de falhas na pista, automaticamente são realizados ajustes na suspensão, para atenuar possíveis danos no veículo. Para o Brasil, todos devem concordar, a tecnologia é mais do que necessária.

Últimas de Automania