Para cortar gastos, Temer manda cancelar transmissões da NBR fora de Brasília

De acordo com o Palácio do Planalto, o custo médio de transmissão via satélite de duas horas chegava a R$ 300 mil

Por O Dia

Brasília - Em meio ao cenário de ajuste fiscal, o presidente interino, Michel Temer, decidiu suspender as transmissões ao vivo de eventos oficiais fora de Brasília que tenham participação presidencial. As transmissões eram feitas pela TV NBR, veículo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que tem contrato de prestação de serviços com a Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República.

Desde que assumiu o governo%2C Temer participou de dois evento fora do Distrito FederalWilson Dias/Agência Brasil

De acordo com o Palácio do Planalto, o custo médio de transmissão via satélite de cada evento fora da capital do país, com aproximadamente duas horas de duração, é de R$ 300 mil.

Desde que assumiu o governo, em 12 de maio deste ano, quando o Senado aprovou a admissibilidade do processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff, Temer participou de duas cerimônias fora de Brasília e, nas duas não houve, como ocorria anteriormente, transmissão ao vivo pela TV NBR.

Últimas de Brasil