Com retorno de PMs, ES tem queda nos homicídios e tenta voltar a normalidade

Aulas foram retomadas e ônibus circulam na capital, Vitória

Por O Dia

Espírito Santo - O número de homicídios no Espírito Santo caiu após a volta parcial dos policiais militares às ruas, iniciada no sábado. A situação na Grande Vitória se aproxima da normalidade nesta segunda-feira, com intenso movimento nas ruas. As aulas na rede pública foram retomadas e a expectativa é para a reabertura do comércio. Quase toda a frota de ônibus está circulando, mas o funcionamento será com horário reduzido. O Espírito Santo chega nesta segunda-feira ao 10º dia de motim - agora parcial - da Polícia Militar.

A capital do Estado, contudo, ainda não está completamente de volta à normalidade. Nem todas as escolas da rede particular de ensino deverão funcionar, e os bancos só deverão reabrir em locais com policiamento ostensivo. O fechamento das agências na semana passada fez sumir o dinheiro nos caixas eletrônicos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Espírito Santo, 1 236 policiais voltaram ao trabalho no fim de semana, o que representa 12% do total de PMs da ativa. O retorno dos PMs e a atuação de mais de 3 mil homens das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança coincide com a queda de homicídios no Estado. No domingo, o Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol) apurou a ocorrência de quatro mortes - o menor número desde o início do motim -, totalizando 144 ao longo dos nove dias. No sábado, 12, esse número havia sido três vezes maior.

A volta de uma parte dos policiais ao trabalho contou até mesmo com o uso de helicópteros das Forças Armadas e da própria PM. Soldados lotados no Batalhão de Missões Especiais (BME) se apresentaram na Capitania dos Portos de Vitória e foram transportados em helicópteros para a sede do batalhão, que fica junto ao Quartel Central da PM.

Últimas de Brasil