Prefeitura oferece tratamento a menor tatuado na testa

Em parceria com uma faculdade do ABC Paulista, administração municipal de São Bernardo do Campo irá disponbilizar procedimentos

Por O Dia

São Paulo - A prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) afirmou, nesta segunda-feira, que irá "disponibilizar todo o procedimento médico e cirúrgico ao menor que teve a frase "eu sou ladrão" tatuada na testa. Segundo a prefeitura, uma parceria com a Faculdade de Medicina do ABC irá possibilitar o tratamento físico e psicológico do menor, além de prestar assistência social para o rapaz, de 17 anos.

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos, e Ronildo Moreira de Araújo, de 29, que filmou o ato, foram presos na última sexta-feira por crime de tortura. Os dois alegaram que queriam "punir" o garoto, que teria tentado furtar a bicicleta de um deficiente físico. 

O garoto teve a testa tatuada com a frase 'sou ladrão e vacilão'Reprodução Internet

O coletivo Afroguerrilha criou uma campanha de financiamento coletivo na internet para pagar a remoção da tatuagem e custear o tratamento psicológico do jovem, que é usuário de drogas. Até ontem à noite, já tinham sido arrecadados R$ 19.982,66.

Últimas de Brasil