Humberto Martins diz que tudo na vida é perdoável

O Germano da novela 'Totalmente Demais' também contou ao DIA que hoje ele prefere namorar a casar

Por O Dia

Rio - A vida não está nada tranquila, muito menos favorável para Humberto Martins, 54 anos, em ‘Totalmente Demais’, trama de Rosane Svartman e Paulo Halm que chega hoje ao capítulo 100. Separado de Lili (Viviane Pasmanter), Germano está correndo atrás do prejuízo para reconquistar o amor da ex-mulher, que a essa altura está namorando Rafael (Daniel Rocha), o ex-namorado da filha. Apaixonado, o empresário quer uma segunda chance, apesar de, no passado, ter traído a mulher com Gilda (Leona Cavalli), com quem teve uma filha, Eliza (Marina Ruy Barbosa). Mas será que quem ama trai? “Quem sou eu para ter essa resposta? O que sei é que as seduções da vida mexem com as pessoas. As confusões acontecem nos relacionamentos e essas coisas fazem com que o homem ou a mulher fraqueje. O Germano realmente ama a Lili e está tentando ser perdoado. Mas acho traição um termo medieval, que deveria ser modificado”, diz, complementando. “Até que ponto vale por um tabu, por uma falta de acessibilidade ao perdão, simplesmente virar uma página, terminar um casamento? Acho que o ser humano deve rever esses conceitos”.

Humberto Martins: 'Namoro é mais saudável. Cada um tem a sua vida, paga as suas contas, não há cobranças, nem exigências. Casamento é meio insalubre'GLOBO/RENATO ROCHA MIRANDA

Na ótica de Humberto, há dramas mais graves do que descobrir uma pulada de cerca. “Traição maior é quem quer, após uma separação, tomar tudo o que o outro tem, o que o outro conquistou com o seu trabalho. E muitas vezes essas pessoas saem vitoriosas na Justiça. Isso, sim, é uma facada nas costas. A coisa material não é a mais importante da vida, mas é a sua sobrevivência”, observa.

Seja no bolso ou no coração, as punhaladas não impedem que Humberto levante a bandeira da paz. “Tudo na vida é perdoável. O perdão tem que ser exercitado cada vez mais. Essa é a única salvação para a humanidade”, acredita. O Germano da novela das 19h certamente pensa como seu intérprete, afinal, está segurando com dignidade a dor de ver a mulher amada nos braços de outro homem, diga-se de passagem, bem mais jovem do que ele. “O Germano se chocou no início, mas aceitou, não recrimina a Lili. Ele acha que a ex-mulher tem todo o direito de ficar com quem quiser, mas sofre com isso. No meu caso, eu sofro um ou dois dias e depois sigo em frente. É uma defesa minha, um sistema de sobrevivência. Aceito a vida que me é dada e aproveito o milagre de acordar todos os dias”, comenta.

Quando o assunto sai da realidade para a ficção, não tem essa de aceitação, não. O ator quer mais é ver a reconciliação de Germano e Lili. “Torço pelo final feliz desse casal. No mundo de hoje em que só tem pegação, um amor bonito como o desse casal merece uma segunda chance”, frisa.

Humberto Martins com Viviane Pasmanter%2C seu par romântico na novela das 19hReprodução

Namorando há quatro anos a atriz e designer gráfica Márcia Del Anillo, Humberto, assim como Germano, não quer saber de pegação. E, ao contrário do seu personagem em ‘Totalmente Demais’, está sorrindo à toa com a relação que segue nos moldes que, de uns tempos para cá, considera como ideal. “Estamos juntos, mas não temos necessidade de morar na mesma casa. Namoro é mais saudável. Assim, cada um tem a sua vida, paga as suas contas, não há cobranças, nem exigências. Quando um não depende do outro é mais tranquilo, facilita a convivência. A gente se vê nos fins de semana, dá saudade, é gostoso. Casamento é meio insalubre”, afirma o pai de Thamires, 26 anos, Humberto, 19, e Nicole, 9, frutos de antigas uniões. 

Últimas de Diversão