Poleiro do Galeto: A melhor madrugada da cidade

Não há na madrugada do Rio um lugar melhor para se comer bem do que no indescritível Poleiro do Galeto, na Cadeg

Por O Dia

Rio - Atesto e dou fé. Não há na madrugada do Rio de Janeiro um lugar melhor para se comer bem do que no indescritível Poleiro do Galeto, na Cadeg (Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara). Sim, na Cadeg. O Cadeg é coisa para povo chique da Zona Sul. Ninguém que vai ao Poleiro na madruga chama aquele paraíso de “o” Cadeg.

O bifão é o grande destaque da madrugada no pé-sujo da CadegEduardo Sarmento

Preciosismos à parte, vamos ao que realmente interessa. No recém-reformado Poleiro, que não vende galeto e continua sendo um pé-sujo de excelência, mesmo após a reforma, o bife de contra-filet é inimaginável. Acompanhado de uma das melhores farofas do planeta, rivalizando com a mais famosa, do Galeto Sat’s, serve tranquilamente duas pessoas ao preço de R$ 42 (com fritas). Farofa à parte.

Se o amigo quiser arroz e feijão, tem também. No capricho. E a salada? Ora, estamos falando de uma central (ou centro) de abastecimento. Ou seja, as verduras e legumes chegam a todo momento, direto do produtor. Fresquíssimas. Com sabor da roça. Mais frescos, impossível. Só quem chama a Cadeg de o Cadeg (é provocação, eu sei).

No Poleiro, meus amigos, não tem só este bifão dos deuses. No almoço tem costela de boi (segunda), costelinha de porco (terça), feijoada (quarta), cozido (quinta), cabrito e bacalhau (sexta), tudo muito farto, gostoso e a um preço inigualável na cidade. Mas nada se compara ao bife da madrugada. E à farofa.

Na hora do almoço, devido ao movimento, nem sempre está nota mil. Varia entre um ótimo 9.5 e o 10. Na madrugada não há comparação. E você ainda volta para casa com as compras feitas como se fosse na feira. Vá com fome.

O Poleiro do Galeto fica na Avenida Central, 57. O endereço do paraíso é Rua Capitão Félix, 110, Benfica. E cuidado: só abre às 22h, indo no máximo até 15h. Depois, já era. E lá não tem caô: é só dinheiro ou débito. Não tem crédito. O telefone? 3566-1583, mas ninguém atende.

Últimas de Diversão