Ausência do Atacama no Rally Dakar decepciona pilotos

Brasileiro lamenta saída do Chile do percurso e diz que país faz parte história da prova

Por O Dia

Chile - Tradicional paisagem do Rally Dakar desde do ano de 2009 — quando a evento chegou a América do Sul—, o Chile anunciou que não fará parte da prova em 2016. A notícia da ausência do país no roteiro da principal competição off-road do mundo foi recebida com decepção pelos pilotos.

O brasileiro Jean Azevedo, que participou 17 vezes do Rally Dakar, lamentou a saída do Chile da disputa e lembrou a ausência de uma das partes mais emocionantes da competição.

Brasileiro lamenta saída do Chile do percurso e diz que país faz parte história da provaDivulgação

“O Chile faz parte da história do Dakar na América do Sul. O país esteve no roteiro de todas as edições da prova realizada neste continente, impondo as maiores dificuldades, como o Deserto do Atacama. Uma pena que não estará na próxima edição. Espero que o país volte logo a fazer parte do Dakar”, disse o piloto Jean Azevedo.

Em um comunicado divulgado nesta quarta-feira, o governo do Chile anunciou que desistiu de sediar o evento por causa das catástrofes naturais que atingiram a sua região norte. No fim do mês passado, 25 pessoas morreram e cerca de 30 mil foram afetadas por inundações e deslizamentos de terra, que atingiram Atacama, Copiapó e Antofagasta — regiões que fariam parte do percurso do Rally Dakar.

Últimas de Esporte