Inter não desiste de 'tapetão' e diz que estuda como recorrer ao STJD

Clube tenta provar que o zagueiro Victor Ramos atuou pelo Vitória de forma irregular durante o Campeonato Brasileiro

Por O Dia

Porto Alegre - O Internacional está decidido a levar o resultado final do Campeonato Brasileiro para o tapetão. Na manhã desta sexta-feira, poucas horas após o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) rejeitar arquivar a denúncia contra o Vitória, a diretoria colorada avisou que estuda como recorrer.

"Estamos desde já estudando as medidas recursais cabíveis a serem propostas nos próximos dias com vistas à reversão de tal decisão, haja vista o excelente direito e amplas provas documentais que amparam nossa interpelação jurídica", afirma, em nota, Giovani Figueiredo Gazen, vice-presidente jurídico do Inter.

A confusão envolvendo a contratação de Victor Ramos pelo clube baiano voltou à tona diante de ação recente do Inter. Ameaçado pelo rebaixamento, o clube gaúcho recorreu ao STJD na tentativa de provar que o zagueiro jogou o Campeonato Brasileiro de forma irregular - ele participou de 26 partidas. Caso o tribunal concordasse com a tese, o Vitória seria punido com perda de pontos e se tornaria o quarto clube rebaixado no Brasileirão.

A ação do clube gaúcho era referente ao processo número 71/2016 (Notícia de Infração do Bahia contra o Vitória). A intenção do Inter era ingressar como parte interessada no caso. Os advogados do clube incluíram documentos no processo que, segundo eles, serviriam para "ratificar a gravidade, e comprovar a má-fé da conduta dolosamente praticada pelo Vitória".

A discussão sobre a situação de Victor Ramos começou ainda em março, durante o Campeonato Baiano. O Bahia questionava o fato de o zagueiro, depois de ter seu vínculo encerrado com o Palmeiras, no fim do ano passado, não ter sido novamente registrado pelo Monterrey, do México.

Em março, ele foi registrado pelo Vitória sem antes passar pelo clube dono dos seus direitos econômicos. Isso fez com que a transferência fosse nacional e não internacional. À época, a Federação Baiana de Futebol questionou a CBF sobre a situação de Victor Ramos e recebeu aval para registrá-lo.

Faltando uma rodada para o final do Brasileirão, o Inter está na zona de rebaixamento com 42 pontos. Sport, com 44, e Vitória, com 45, são outros times ameaçados de descenso.

LEIA MAIS: Prefeito de Chapecó chama diretoria do Inter de 'dirigentes pequenos'

LEIA MAIS: Marcão alivia pressão para jogo com o Inter: 'Sabemos da responsabilidade'



Últimas de Esporte