Temor jurídico deixa volante Felipe Melo mais perto de voltar ao Palmeiras

Clube paulista vai reintegrar o jogador caso até o final desta semana não receba nenhuma proposta interessante para negociá-lo

Por O Dia

São Paulo - Após dois dias de folga, o Palmeiras voltará aos treinos nesta quarta-feira com algumas definições encaminhadas sobre Felipe Melo, afastado do elenco profissional há cerca de um mês por ter se desentendido com o técnico Cuca. O volante está muito mais perto de voltar ao elenco do que de sair do clube, mas a hipótese dele voltar a vestir a camisa do time nesta temporada ainda é improvável.

Felipe Melo está afastado do elenco profissional há cerca de um mês por ter se desentendido com o técnico CucaDivulgação/Ag. Palmeiras/Cesar Greco/

O Palmeiras vai reintegrar o jogador caso até o final desta semana não receba nenhuma proposta interessante para negociá-lo. A postura de reconciliação depois do entrevero entre o técnico Cuca e Felipe Melo tem como componente o receio de o assunto parar na Justiça e terminar com prejuízo ao clube. Os advogados do atleta já apresentaram duas notificações extrajudiciais para pedir o retorno do volante ao plantel.

"Caso tenhamos alguma proposta, caso o jogador tenha interesse, vamos tratar o assunto. Até o momento, os departamentos jurídicos e de futebol, em paralelo, estão tratando. Não vamos descartar absolutamente nada", disse o presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte.

Os representantes de Felipe Melo alegaram que o afastamento das atividades do elenco configuram assédio moral e questionou o descumprimento de leis trabalhistas. O Palmeiras tentou contornar as reclamações com conversas, porém não conseguiu uma rescisão amigável, como o pretendido. O clube, então, passou a ver a reintegração como a melhor solução possível para não se ter problemas maiores.

Na última semana, o diretor de futebol, Alexandre Mattos, intermediou um encontro entre Cuca e Felipe Melo. O volante pediu desculpas ao treinador após tê-lo chamado de covarde e mau caráter em um áudio. Nos próximos dias os dois vão ter uma nova conversa para selar de vez a possível reintegração.

Felipe Melo tem contrato até 2019 e recebe cerca de R$ 350 mil por mês, com o acréscimo de R$ 20 mil de bônus para cada partida jogada e um total de R$ 8 milhões em luvas, divididas em parcelas trimestrais de R$ 700 mil. Durante o mês do afastamento, o jogador se manteve ativo nas redes sociais e praticamente em todos os dias de trabalho, registrou fotos das suas sessões solitárias de treinos.

O jogador precisava se apresentar em turno contrário ao dos demais colegas. Em um dia de treino em dois períodos, ele teve de trabalhar por volta das 13 horas. O período de afastamento marcou o começo da amizade com zagueiro Tobio, com quem trocou camisas de ex-clubes. O defensor argentino vivia a mesma situação de Felipe Melo até ser emprestado ao Rosario Central, da Argentina, na última semana.

Durante o afastamento, Felipe Melo manteve boas relações com a diretoria, que lhe deu licenças prolongadas por duas vezes para viajar e aproveitar folgas. Nos últimos dias ele esteve em Jericoacoara (CE) junto com a mulher. O volante mostrou por imagens nas redes sociais que continuou a ver as partidas do time pela televisão e usava o tempo livre para frequentar cultos religiosos.

Últimas de Esporte