Vice de futebol do Cruzeiro faz provocação após título: 'O bem vence o mal'

Equipe mineira se sagrou pentacampeã da Copa do Brasil nesta quarta

Por O Dia

Minas Gerais - O vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, não perdeu a oportunidade de provocar o Atlético Mineiro depois da conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil ao citar a grande vantagem do clube celeste na quantidade de títulos nacionais em relação ao rival.

O dirigente brincou com o número de conquistas da equipe, fazendo menção também ao placar da maior goleada registrada no clássico mineiro (9 a 2), imposta pelo time atleticano em novembro de 1927, quando o Cruzeiro ainda se chamava Palestra Itália.

"Uma luta. Estou muito feliz. O recado que eu tenho é que o bem vence o mal. Agora Minas Gerais conhece o 9 a 2. Nove títulos do Cruzeiro e dois do rival", desabafou Bruno Vicintin em entrevista coletiva após a final da competição, na quarta-feira, vencida pelo time celeste nas cobranças de pênaltis sobre o Flamengo, após empate em 0 a 0 no tempo regulamentar, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Bruno Vicintin fez provocação depois de conquistaDivulgação

Bruno Vicintin também defendeu o trabalho realizado pelo treinador Mano Menezes, que chegou a ser criticado pela torcida durante a temporada devido à perda do Estadual e à instabilidade no Campeonato Brasileiro. "Acho que é a história de acreditar no trabalho. Tem trabalho honesto, sério. Fomos muito cobrados por contratações erradas, para mandar o Mano embora. Mas não guardamos nada, tudo passou", declarou o cartola cruzeirense.

O presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, em carta publicada no site do clube, parabenizou os jogadores, a comissão técnica e, em especial, a torcida do Cruzeiro pela campanha que resultou no título do torneio nacional - o time celeste passa a ser o maior vencedor da competição, junto com o Grêmio.

"Em todos os momentos, ao longo da trajetória que culminou com o quinto título da competição, sempre tivemos um apoio incondicional do torcedor cinco estrelas. Vocês foram fantásticos em todos os momentos dessa caminhada épica. Nossos jogadores também são dignos de todos os elogios. Esse grupo vestiu e honrou a camisa azul com grande heroísmo e bravura. A comissão técnica do Cruzeiro foi extraordinária", escreveu o dirigente.

Últimas de Esporte