Botafogo não quer perder nem o sono para o Fluminense

René Simões, que sofreu com insônia após pegar o Fla, espera dormir tranquilo depois do clássico no Maraca

Por O Dia

Rio - Os alvinegros demoraram a dormir após a vitória sobre Flamengo, domingo, tamanha a euforia, mas ninguém teve uma insônia tão pesada quanto a de René Simões. Ela não foi causada pela alegria. Pelo contrário. Preocupado com a atuação da equipe, apesar da conquista dos três pontos, o treinador considerou a atuação a pior de seu time até agora no Carioca e exigiu muito durante a semana para que a equipe tenha outra postura, neste domingo, contra o Fluminense.

René Simões perdeu o sono depois de clássico contra o FlamengoDivulgação

O trabalho do comandante do Botafogo é totalmente baseado nos dados estatísticos colhidos por sua comissão técnica nos jogos. E, contra o Rubro-Negro, os números não agradaram. O domínio sofrido pelo Alvinegro na primeira etapa e os erros de passes tiraram o sono de René, literalmente.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

“Nada foi pior do que fizemos no domingo. Só fui conseguir dormir na segunda-feira às 16h. Em momento algum, senti que tínhamos o jogo na mão. Se deixarmos novamente o adversário com 61% de posse de bola, vai ser difícil ganharmos o jogo. Não posso sair de um jogo desse achando que está tudo bem. Por isso tivemos uma semana intensa”, explicou o treinador.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

A insatisfação provocou uma mudança na equipe visando o clássico com o Tricolor. Gegê ganhou a vaga de Diego Jardel, substituído ainda na primeira etapa na última rodada.

“A entrada do Gegê vai nos dar mais mobilidade, compactação e poderá dar mais liberdade aos homens de frente”, afirmou René Simões.

A outra troca se deve à suspensão de Roger Carvalho pelo terceiro cartão amarelo. Diego Giaretta inicia a partida ao lado de Renan Fonseca e terá a árdua tarefa de marcar o artilheiro Fred.