O fominha Renan Fonseca

Zagueiro se cuida para não ficar fora. Tanto empenho fez com que herdasse a braçadeira de capitão de Jefferson

Por O Dia

Rio - Ele não ficou fora de nenhum jogo da Série B do Brasileiro. Na Copa do Brasil, só desfalcou o Botafogo em duas partidas - mesmo assim por insistência dos médicos e fisioterapeutas, que exigiram que se poupasse. Apesar do jeito manso e tranquilo, Renan Fonseca admite ser fominha quando o assunto é futebol. Ainda mais agora que herdou do goleiro Jefferson, na seleção brasileira, a braçadeira de capitão do Botafogo. Um posto que estará em xeque pela terceira vez no duelo contra o Vitória, neste sábado, no Barradão, e que vale a liderança da competição.

Renan Fonseca disputou todos os jogos da Série BDivulgação

“Jairzinho (tricampeão mundial em 1970) disse em uma palestra que era tarado por jogar e não dava brecha a ninguém. Quando cheguei aqui, não entrei de cara, fiquei babando esperando uma oportunidade e a aproveitei”, comemora o zagueiro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Feliz pela oportunidade de usar pela terceira vez a braçadeira de capitão, Renan Fonseca tem se esforçado para dar o melhor.

“É pesada (braçadeira). É uma experiência nova. Tenho falado muito mais na roda, dou toques. Você passa a ser uma referência, as pessoas te olham com expectativa. É bacana, diferente, faz com que eu cresça mais como profissional e pessoa. Estou gostando”, disse abrindo um largo sorriso.

Uma mistura de alegria e orgulho de quem comanda, há 22 rodadas seguidas, a melhor defesa da Série B, com 17 gols sofridos. No jogo deste sábado, contra o segundo melhor ataque da competição, Renan terá outra chance de ajudar o Botafogo a encerrar o período de instabilidade e se desvencilhar de um forte candidato ao título.

“Este jogo vale a liderança, é bom ser capitão assim. Vou cobrar para todo mundo entrar ligado e voltarmos de lá com a liderança”, promete.

Atacante Ronaldo chega segunda-feira para assinar

Faltam pequenos detalhes para o Botafogo anunciar oficialmente a contratação do atacante Ronaldo, 24 anos, artilheiro da Copa do Brasil pelo Ituano, com seis gols. O jogador chega na segunda-feira para fazer exames médicos e assinar contrato. Ele foi emprestado pelo Yokohama Marinos, do Japão, até o final do ano tendo o Botafogo a opção de compra. Com passagens pelo Guarani, Portuguesa e Joinville, Ronaldo passa a ser mais uma opção para o ataque alvinegro.

“Eu me apresento na segunda, vou realizar exames, assinar contrato e, se possível, já treinar”, disse em entrevista à Rádio Tupi.

No treino desta quinta-feira, no Nilton Santos, Ricardo Gomes priorizou a recuperação física dos atletas desgastados pela longa sequência de jogos. Sem poder contar com Carleto, Neilton e Daniel Carvalho, com lesões musculares, o treinador deve definir seus substitutos no treino desta sexta-feira de manhã.