A vez do gigante Mario Balotelli

Esperança de gols no jogo contra a Costa Rica, o camisa 9 da Itália vira Boneco de Olinda e faz a alegria dos turistas

Por O Dia

Pernambuco - O talento de Mário Balotelli o transformou em um dos gigantes do futebol mundial. Tão grande que dificilmente passa despercebido em algum lugar. Foi assim na estreia da Itália na Copa, quando o atacante marcou o gol da vitória sobre a Inglaterra, e, agora, em Recife, onde o time vai encarar a Costa Rica, nesta sexta, às 13h, na Arena Pernambuco. Super Mario foi homenageado, ganhou ainda mais altura, virou um tradicional boneco de Olinda e uma das principais atrações dos turistas na cidade.

Balotelli é referência da Azzurra em campo e principal esperança italiana para encaminhar a classificação no ‘Grupo da Morte’ com uma rodada de antecedência. Sua grandeza inspirou Leandro Castro, proprietário de uma loja localizada no bairro de Recife Antigo e que já possui nada menos que 220 bonecos gigantes em seu acervo.

Boneco de Balotelli faz sucesso em PernambucoCarlos Moraes / Agência O Dia

“Os bonecos demoram cerca de 40 dias para que fiquem prontos, mas estamos em produção acelerada desde o início da Copa para criarmos bonecos dos principais destaques da competição. Esse do Balotelli é um dos que mais chamam a atenção dos turistas”, admitiu o empresário. Com quatro metros de altura, as ‘cópias’ têm acabamento de fibra de vidro, pesam entre 16 e 20 quilos e chegam a custar R$ 5 mil cada uma.

LEIA MAIS: A tabela e a classificação da Copa do Mundo

Sobra para Rodrigo Soares a missão de apoiar o peso na cabeça para fazer a alegria do povo. Torcedor do Sport, ele uniu as duas paixões ao se transformar no Balotelli gigante. “Adoro futebol e Carnaval. E, por essa paixão, dá para aguentar umas duas horas com esse peso todo. O pessoal adora”, ressaltou Rodrigo, rodeado de curiosos ansiosos por um registro com o centroavante.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Um beijo da rainha

Ídolo dos italianos e admirado por brasileiros, Balotelli terá hoje também a torcida dos ingleses, já que a vitória da Itália é o único resultado que mantém vivas as esperanças do English Team. Polêmico, o atacante brincou em seu Twitter: “Se ganharmos da Costa Rica, vou querer um beijo, na bochecha, da rainha da Inglaterra.”

Prandelli adia definição do time titular

A Itália fez apenas um treino físico leve no reconhecimento do gramado da Arena Pernambuco. A atividade, portanto, não foi suficiente para acabar com o mistério em torno da escalação do time. E o técnico da Azzurra, Cesare Prandelli, contribuiu ainda mais com o ar de indefinição.

“Até amanhã pensarei em quem vai jogar. Precisamos pensar no lado físico, pois necessitaremos do time inteiro. Buffon treinou, mas ainda sente um pouco de dor no tornozelo. Têm outras situações também. Por isso, o melhor é esperar”, afirmou.

Já Balotelli pediu atenção total aos seus companheiros: “Precisamos respeitar a equipe da Costa Rica.”

Costa Rica prevê exibição ainda melhor

Determinado a mostrar que não tem apenas um time azarão no Grupo da Morte, o técnico Jorge Luis Pinto prometeu uma Costa Rica ainda mais perigosa no duelo com a Itália. Além de ressaltar a vitória na estreia por 3 a 1 sobre o Uruguai, ele elogiou a postura de seus jogadores, que se mostraram ainda mais confiantes na classificação.

“Nossa intenção é mostrar um desempenho melhor do que na estreia. Temos capacidade para isso. Sinto os jogadores confiantes, mas será um jogo duro e precisamos respeitar a Itália”, disse o comandante. Ele pediu atenção ao rival: “Balotelli é a referência, mas o cuidado maior é com Pirlo.”

Últimas de _legado_Copa do Mundo