Fifa notifica empresa para retirar imagens de sunga usada por Neymar

Segundo entidade do esporte, a marca de sungas está passando por cima da Lei Geral da Copa do Mundo

Por O Dia

Rio - Após conseguir uma vitória judicial sobre a revista 'Playboy' e conseguir a proibição da edição de junho da publicação, Neymar teve novamente o seu nome envolvido em uma polêmica fora dos gramados. Nesta quarta-feira, a Blue Man, marca de sunga utilizadas pelo craque, recebeu uma notificação da Fifa. Depois da vitória diante de Camarões, a empresa comemorou o fato de Neymar ter exibido durante o jogo uma sunga fabricada pela marca. A entidade máxima do esporte pediu que fosse retirada imediatamente das redes sociais todas as fotos do atacante com parte da peça de roupa à mostra.

Marca utilizou imagem de Neymar nas redes sociaisReprodução Twitter

Esta não é a primeira polêmica envolvendo as sungas de Neymar. Antes da Copa, ele foi criticado por exibir a marca da sua cueca (Lupo) e do seu patrocinador durante jogo do Barcelona. Na ocasião, a empresa negou que a iniciativa tenha sido uma estratégia de marketing pré-planejada.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Sobre o episódio no confronto diante de Camarões, a Blue Man alegou, na ocasião, que não existia qualquer vínculo de Neymar com a empresa.

"O craque desta vez não tinha qualquer vínculo comercial com o produto. Mostrou porque gostou. E deu sorte", comemorou.

A notificação da Fifa alega que as imagens de Neymar com a sunga pertencem à Fifa e comunicou as cláusulas da Lei Geral da Copa que proíbem qualquer atividade promocional que relacione marcas ou produtos ao evento.

Últimas de _legado_Copa do Mundo