Saiba qual será o percurso da Tocha Olímpica no Rio

O DIA revela surpresas que serão apresentadas no roteiro da Chama, que chega hoje ao Estado do Rio

Por O Dia

Rio - Após sair do berço dos Jogos na Grécia, em 21 de abril, chegar em Brasília em 3 de maio e passar pelas cinco regiões do país, a Tocha Olímpica chega nesta quarta-feira ao seu destino final: o Estado do Rio de Janeiro. A primeira parada será Paraty, na Costa Verde. A Chama já teve uma breve passagem pelo Noroeste Fluminense mas, dessa vez, irá percorrer 40 municípios antes de chegar à capital.

A definição do trajeto da chama pela cidade do Rio será finalizada entre o Comitê Rio 2016 e a prefeitura nesta quinta-feira, mas O DIA teve acesso ao planejamento da Força Nacional para a passagem da Tocha. Segundo o documento, no dia 4, a Chama sai de Niterói para o Rio, de barca, e passeia de VLT. O revezamento vai para a Baixada Fluminense, volta para o Centro e segue para a Vila dos Atletas, na Barra da Tijuca. Após recepção dos atletas, irá para o Pontal, onde vai ocorrer a competição de ciclismo. No local, uma surpresa é estudada: a Tocha deverá ser conduzida por um surfista em pleno mar.

Clique na imagem e amplie o mapa com percurso da Tocha Olímpica no RioArte O Dia

Do Recreio dos Bandeirantes, o Fogo Olímpico segue pela Barra da Tijuca, Campo Grande, Bangu e chega a Deodoro, onde está o Parque Radical e o Centro Olímpico de Hipismo, terminando na Vila Valqueire. De lá, vai para o bairro de Madureira. A Tocha, então, volta para o Centro, chegando à Avenida Presidente Vargas.

O trajeto pelo Centro está sendo revisto já que a polícia tem receio que as ruas estreitas aglomerem muitas pessoas, impossibilitando a passagem da Chama. Há também o receio de protestos. Do Centro, a Tocha segue para a Praça Mauá, onde deverá permanecer acesa durante os Jogos, no Boulevard Olímpico. Segue, então, para a Zona Sul, com destino a Copacabana e ao Cristo Redentor.

Mudança após ciclovia cair

Do Corcovado, desce e para no Palácio da Cidade, sede do governo municipal. O revezamento continua pela Gávea, São Conrado e pela autoestrada Lagoa-Barra.

Nesse ponto, o planejamento inicial seria de que a chama voltasse à Zona Sul pela Ciclovia Tim Maia, na Niemeyer, mas o trajeto foi alterado. Isso porque a ciclovia está interditada após parte ceder no mesmo dia em que a Tocha era acesa em Olímpia. Na queda, duas pessoas morreram. O fogo segue para um dos cartões postais da cidade: o Pão de Açúcar.

A última parada é a Quinta da Boa Vista, de onde o atleta escolhido para acender a Pira Olímpica partirá para o estádio do Maracanã, dando início oficial à abertura dos Jogos. Há a especulação de que Neymar ou Pelé possam realizar a tarefa. O comboio de segurança será formado por policiais militares e pela Força Nacional e mobilizará cerca de cinco mil agentes.

Transportes alternativos

Quando a Chama Olímpica chegar nesta quarta-feira ao Estado do Rio já deverá ter percorrido quase 20 mil quilômetros pelo país e 10 mil milhas aéreas. De Paraty, na Costa Verde, a Tocha segue para Angra dos Reis, onde será levada em um flex boat. Segue, então, para Resende, onde uma parada na fábrica da Nissan, patrocinadora dos Jogos, está agendada.

Após Volta Redonda, Piraí e Vassouras, a Chama para a Região Serrana. Em Nova Friburgo, irá andar no teleférico da cidade. Desce, então, para Campos dos Goytacazes, onde será transportada em um barco a remo. Em seguida, vai para a Região dos Lagos. Em Cabo Frio será transportada em canoa havaiana. Ao chegar a São Gonçalo, na Região Metropolitana, segue para Niterói, Rio, passa por seis cidades da Baixada Fluminense e volta à capital. No total, cerca de 12 mil pessoas irão transportar a Tocha pelo Brasil.

Últimas de _legado_Olimpíada