Adilson vê pontos positivos no Vasco

Técnico mantém tranquilidade para sequência do trabalho

Por O Dia

Rio - As vaias vieram das arquibancadas logo na estreia no Carioca e o técnico do Vasco, Adilson Batista, reconheceu que o empate em 1 a 1 com o Boavista não era o esperado para o início da competição. Mas o comandante também viu pontos positivos na equipe e pediu calma aos torcedores. Em busca da primeira vitória no campeonato, o Gigante da Colina enfrenta o Macaé, quarta-feira, no Moacyrzão.

Adilson Batista não se desespera com empate na estreia no CariocaUanderson Fernandes / Agência O Dia

“O Vasco fez um jogo controlado, organizado, procurando trabalhar e valorizar a bola”, analisou Adilson.

No lance do pênalti perdido por Fellipe Bastos, o técnico também destacou o mérito da defesa do goleiro Getúlio Vargas.

“Poderíamos ter tido sorte melhor em outras chances e é claro que o empate não foi o resultado que esperávamos. No geral, vi coisas boas”, completou Adilson.

Apesar do tropeço na estreia, Adilson tenta manter a tranquilidade para seguir trabalhando:

“Enfrentamos um adversário que tem estrutura, é organizado, que se preparou com antecedência, sempre incomodou e que investe. Não vejo o empate como um problema para o futuro. Temos que ter calma, tranquilidade. Seguir o trabalho para que no momento certo a equipe renda o que todos esperam.”

Sobre as vaias ao volante Fellipe Bastos, que perdeu o pênalti no segundo tempo, quando o jogo já estava 1 a 1, Adilson não crucificou o jogador.

“Ele é experiente, apesar de ser jovem. E não se esconde em um momento desses. Gostaria de contar com o apoio dos torcedores. O clube precisa e os atletas também. As vaias, no entanto, não interferem em nada no meu pensamento, na minha escalação”, afirmou.