Após a Copa América, Martín Silva volta ao Vasco, mas é dúvida no gol

Torção no tornozelo pode atrapalhar o retorno do arqueiro

Por edsel.britto

Rio - A eliminação da seleção uruguaia na Copa América foi comemorada pelo Vasco. Depois de quase um mês fora e quatro derrotas consecutivas no Brasileirão, o goleiro Martín Silva está de volta à Colina — se reapresenta nesta sexta-feira. Mas o que seria uma ótima notícia dias antes do duelo com o Flamengo, também é motivo de apreensão. O departamento médico ainda não foi informado oficialmente, mas o jogador teria sofrido uma torção no tornozelo direito e passa a ser dúvida para o clássico. Ele será avaliado assim que chegar.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Liderado pelo coordenador científico Alex Evangelista, o Centro Avançado de Prevenção, Reabilitação e Rendimento Esportivo (Caprres) do Vasco já se prepara para um possível tratamento intensivo no goleirão. “Ele está voltando para o Brasil e ainda não sabemos de nada. Vamos ver quando ele chegar”, disse Alex.

Martín Silva já está de volta após a Copa América, mas ainda é dúvida no gol do VascoDivulgação

A intenção é a de que o goleiro, de 32 anos e é uma das referências do grupo, entre em campo domingo e ajude a diminuir o baixo rendimento do setor defensivo do Vasco, que tem a defesa mais vazada do Brasileirão, com 14 gols sofridos. Martín foi reserva de Muslera durante toda a Copa América e teria se machucado antes da partida contra o Chile, em um treino. Os jogadores, porém, aguardam ansiosamente pelo seu retorno.

"Se o Martín Silva puder atuar, vai nos ajudar muito. É um ótimo goleiro, experiente, de seleção. Na fase complicada que nos encontramos, quanto mais reforços, melhor para o Vasco”, admitiu o lateral-esquerdo Julio Cesar.

Os números mostram a influencia de Martín Silva em campo. O goleiro atuou em quatro das oito partidas do Vasco no Brasileirão, empatou três, perdeu uma e sofreu quatro gols. Sem o uruguaio, Jordi e Charles, o mais cotado para jogar, caso Martín seja vetado, tiveram oportunidades — atuaram nas outras quatro, mas não convenceram (foram quatro derrotas seguidas e dez gols sofridos).

Vitória pode ser divisor de águas

Lanterna e único clube que ainda não venceu no Campeonato Brasileiro, o Vasco não vê a hora de espantar a crise de São Januário. Enfrentar o Flamengo, domingo, em Cuiabá, pode ser a oportunidade que o time tanto espera para viver dias melhores. Afinal, começar a reação justamente com uma vitória sobre o arquirrival seria um “divisor de águas” para a sequência da competição.

Com a vitória poderemos começar um novo campeonato. Espero que a gente vença e melhore nossa situação na tabela. Os dois times estão em momentos semelhantes e a pressão é parecida para os dois lados”, disse Julio Cesar, que briga com Christiano pela vaga de titular na lateral esquerda.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia