Ataque contra procissão xiita deixa ao menos 14 mortos

O estado de alguns dos feridos é crítico. Atentado aconteceu no Afeganistão

Por lucas.cardoso

Cabul - Pelo menos 14 pessoas morreram e 28 ficaram feridas nesta quarta-feira em um ataque contra uma procissão de xiitas que celebravam a festividade muçulmana da Ashura na província de Balkh, no norte do Afeganistão, no segundo ataque contra esta minoria religiosa nas últimas 24 horas no país.

Uma mina explodiu por volta das 15h locais (7h30 em Brasília) durante a passagem de um grupo de xiitas que se dirigiam em procissão rumo a suas casas após saírem de várias mesquitas, informou à Agência Efe o porta-voz do governador provincial, Munir Ahmad Farhad. A fonte detalhou que o estado de alguns dos feridos é crítico.

De acordo com o porta-voz da polícia de Balkh, Shirjan Durani, o número de vítimas pode aumentar e uma equipe das forças de segurança se deslocou ao local para investigar os detalhes do fato.

Outro ataque deixou 18 mortos e mais de 50 feridos na noite de terça-feira em um templo xiita de Cabul quando uma multidão de fiéis assistia a uma celebração por causa da Ashura, festividade que lembra o martírio de Hussein, neto do profeta Maomé, no século VII.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia