Uso de moedas virtuais vai aumentar em 2014

Uma nova modalidade de pagamento será popularizada no país. Consumidores terão acesso a código nos celulares para poder quitar as compras e os serviços

Por O Dia

Rio - O uso de novas formas de moedas virtuais no pagamento de produtos deve ganhar força no país. E entre as novidades, o bitcoin ficaria mais popular em 2014. A avaliação é do pesquisador da Mandalah Ralph Peticov, que estuda essas modalidades de pagar contas no Brasil há seis meses.
“O brasileiro é apto a aceitar novidades. Acreditamos no potencial da moeda, mas o principal entrave é a usabilidade. Não é prático demorar quinze minutos para comprar uma cerveja”, disse.

Para muitos, pagar a conta do bar com uma moeda digital representada por um código no celular pode parecer ficção científica. Mas em Florianópolis, no Caracol Hostel, a cena aconteceu dezenas de vezes nos últimos dois meses. O estabelecimento é um dos poucos no Brasil que aceita pagamento por meio da moeda digital.

Por meio de um programa instalado no computador%2C o cliente terá um código para pagar pelo celularReprodução

“No começo, aceitei apenas para a conta das bebidas. Mas há duas semanas, abri a opção para o serviço de hospedagem”, contou Maria Carolina Lucena, proprietária do estabelecimento.
Por meio de um programa instalado no computador, a conta do cliente em reais é convertida para bitcoins e um código é gerado. O cliente tira foto desse código com seu smartphone e libera a transferência da quantia da sua carteira de bitcoin para a do estabelecimento. A transação dura em média dez minutos.

Em São Paulo, o bar e bicicletaria Las Magrelas aceita a moeda virtual desde abril, assim como o estabelecimento no Sul do país. “Já fizemos cinco transações desse tipo”, afirmou a proprietária Talita Noguchi. A mesma motivação levou o gerente da Ótica Econômica do Recife (PE) a aceitar a moeda. O sistema foi implantado há duas semanas para atender à demanda do Natal.

Reportagem de Priscila Arroyo

Últimas de _legado_Economia