Rede Municipal: Professores devem ao Previ-Rio

Coordenadora do Sepe, Marta Moraes diz que apesar de a greve ter terminado em julho, alguns professores são descontados até hoje

Por O Dia

Rio - Professores da rede municipal de ensino que participaram da paralisação em junho deste ano têm pendências com o Previ-Rio e podem perder o direito a benefícios. O Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe) informou ontem que docentes e funcionários grevistas tiveram a contribuição descontada no último contracheque, mas consta como se estivessem devendo ao instituto.

Por meio da assessoria de imprensa, o Previ-Rio explicou que os meses em aberto são referentes ao período da greve, quando os profissionais não receberam salário e, desta forma, não contribuíram. A orientação é que esses servidores regularizem a situação no próprio instituto, na sede da prefeitura.

Coordenadora do Sepe, Marta Moraes diz que apesar de a greve ter terminado em julho, alguns professores são descontados até hoje. “Agora têm que pagar o Previ-Rio. Alguns não têm condições nem de arcar com o aluguel”, critica.

Últimas de _legado_Economia