Organização denuncia massacre de 15 pessoas em aldeia na Síria

Guerra civil no país já provocou mais de 100 mil mortes

Por O Dia

Cairo (Egito) - Forças do regime sírio teriam provocado 15 mortes, entre as quais de duas mulheres e uma criança, em uma aldeia na província de Hama, divulgou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A organização humanitária explicou em comunicado que o massacre foi realizado na noite de ontem, com ajuda de milicianos alauítas, durante um ataque a aldeia de Sheikh Hadid, de população sunita.

Além disso, 10 pessoas ficaram feridas neste povoado, localizado em uma zona rural no norte de Hama, cenário de duros combates nesta quinta-feira, em que os rebeldes chegaram a tomar uma aldeia vizinha. A guerra civil na Síria provocou mais de 100 mil mortes nos últimos anos, além do êxodo de dois milhões de pessoas do país.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência