Mulher-bomba mata 10 pessoas em uma estação de ônibus da Nigéria

Apesar de ninguém reivindicar o ataque, há suspeitas que este tenha sido promovido pelo grupo extremista Boko Haram

Por O Dia

Nigéria - Uma mulher-bomba detonou um ataque suicida em uma estação de ônibus lotada na cidade do nordeste nigeriano Damaturu, no domingo, matando 10 pessoas e ferindo outras 30, disse a polícia, numa região que tem sido frequentemente atacada por militantes islâmicos.

A testemunha Adamu Muhammad disse ter ouvido um forte barulho e as pessoas que estavam na área da estação em Damaturu ficaram "em pânico". Ninguém reivindicou o ataque, que trazia as marcas do grupo insurgente islâmico Boko Haram, cujo uso de mulheres-bomba suicidas tem sido uma tendência nos últimos anos.

Um porta-voz da polícia para o Estado de Yobe, do qual Damaturu é a capital, disse que foram mortas 10 pessoas e feridas outras 30, algumas seriamente. No sábado, militantes fortemente armados do Boko Haram atacaram e tentaram invadir a cidade nigeriana Gombe, mas mais tarde foram repelidos.

A insurreição violenta do Boko Haram por um estado islâmico já matou milhares de pessoas, desestabilizou o nordeste da maior economia da África e está cada vez mais fazendo o mesmo com os vizinhos Camarões, Chade e Níger. Esses países agora estão lutando em um esforço regional para esmagar o grupo militante.

A insurgência também lançou dúvidas sobre a liderança de Oresident Goodluck Jonathan, que é visto por não ter feito o suficiente para contê-la ou proteger os civis, centenas dos quais foram sequestrados. A Nigéria adiou por seis semanas uma eleição presidencial que tinha sido marcada para o dia 14 de fevereiro, citando a ameaça à segurança por parte do Boko Haram.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência