Padre Omar: Solidariedade, roteiro que leva ao céu

Se é tão bom quando a solidariedade é destinada a nós, por que não praticá-la, direcionando-a aos outros?

Por O Dia

Rio - Já notou como é bom quando você precisa conversar e alguém surge disposto a te ouvir? E se deu conta do quanto é bom o momento em que um colega de trabalho aparece para te ajudar num problemão que você pensava não ser capaz de resolver sozinho? Pessoas assim, solidárias, tornam a vida mais leve e agradável, não é verdade? A solidariedade sempre foi uma marca dos cristãos. E é tempo de redescobrirmos isso!

Se é tão bom quando a solidariedade é destinada a nós, por que não praticá-la, direcionando-a aos outros? Ela traz em si um mistério de amor profundo, por meio do qual, quando eu faço algo pelo outro — simplesmente por reconhecer que ele é meu irmão e que posso ser presença de Deus em sua vida —, eu mesmo me sinto pleno nas minhas necessidades interiores, sejam quais forem. É um mistério de amor que não se define e que nunca se esgota!

Existe a solidariedade da presença, da palavra, do carinho, da escuta, mas também a material, que compartilha alimentos, roupas, dinheiro, bens... Talvez seja mais fácil praticar as primeiras formas citadas, mas as últimas são tão importantes quanto ou, possivelmente, até mais, para alguns irmãos. E não podem ser esquecidas ou deixadas de lado.

Ao pensarmos nessa prática, lembramos dos exemplos dos santos... E isso é maravilhoso porque nos leva a pensar que, sem dúvida, a solidariedade é um caminho seguro para a santidade! Veja a vida de uma contemporânea nossa: Irmã Dulce, nos cinemas de todo o Brasil, a partir do próximo dia 27. Ela foi solidariedade pura aos irmãos! Certamente, o filme vai te ajudar a perceber que o que ela realizou não é impossível a nós! Basta amor e o primeiro passo.

Que a frase dela — “Tudo seria melhor se houvesse mais amor” — seja inspiração para que eu aprenda a ser solidário, já que a solidariedade diz das raízes da minha fé e a testemunha ao mundo. Portanto, eu me disponho a essa prática, com a certeza de que nela está um roteiro de vida que pode me levar ao céu. E você: aceita o lindo desafio? “Tamu” junto!”

?Padre Omar: é o reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado. Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail padreomar@padreomar.com. Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Últimas de _legado_Opinião