Policial é baleado na Cidade de Deus

Soldado foi atingido nas duas pernas, mas não corre risco de morrer

Por O Dia

Rio - Após balear um soldado da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) nas duas pernas, Thiago Machado de Paula, de 28 anos, foi preso na laje de uma casa da Cidade de Deus, nesta quarta-feira. O policial militar ferido, cujo nome não foi divulgado, estava checando denúncia anônima de que havia um táxi roubado estacionado na Rua Santa Efigênia, na localidade do Karatê.

De dentro do veículo, ao perceber a chegada da PM, Thiago atirou e atingiu o policial, que foi socorrido ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, passou por cirurgia e não corre risco de morrer. Com Thiago, foi apreendido um revólver calibre 32. O o caso está sendo investigado pela 32ª DP (Taquara).

Morte em UPP

Em outubro, o soldado Anderson Dias Brazuna, de 34 anos, da UPP Cidade de Deus, foi morto a tiros por motoqueiros. Ele também investigava denúncia de carro roubado, na localidade dos Apartamentos, quando dois homens passaram em uma moto e fizeram disparos. A Polícia Civil prendeu os atiradores — um deles era menor de idade.

Últimas de Rio De Janeiro

Policial é baleado na Cidade de Deus O Dia - Rio De Janeiro

Policial é baleado na Cidade de Deus

Soldado foi atingido nas duas pernas, mas não corre risco de morrer

Por O Dia

Rio - Após balear um soldado da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) nas duas pernas, Thiago Machado de Paula, de 28 anos, foi preso na laje de uma casa da Cidade de Deus, nesta quarta-feira. O policial militar ferido, cujo nome não foi divulgado, estava checando denúncia anônima de que havia um táxi roubado estacionado na Rua Santa Efigênia, na localidade do Karatê.

De dentro do veículo, ao perceber a chegada da PM, Thiago atirou e atingiu o policial, que foi socorrido ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, passou por cirurgia e não corre risco de morrer. Com Thiago, foi apreendido um revólver calibre 32. O o caso está sendo investigado pela 32ª DP (Taquara).

Morte em UPP

Em outubro, o soldado Anderson Dias Brazuna, de 34 anos, da UPP Cidade de Deus, foi morto a tiros por motoqueiros. Ele também investigava denúncia de carro roubado, na localidade dos Apartamentos, quando dois homens passaram em uma moto e fizeram disparos. A Polícia Civil prendeu os atiradores — um deles era menor de idade.

Últimas de Rio De Janeiro